Paulistano quebra invencibilidade mogiana no Hugão

18/03/2016

Jogar no Ginásio Hugo Ramos é sinônimo de adversidade, pressão, e nesse NBB, derrotas; mas não foi isso que aconteceu no duelo entre Mogi e Paulistano. Aspirantes a uma vaga direta as quartas de final, as equipes protagonizaram um duelo interessante e equilibrado, vencido pelos visitantes, por 86 a 83.

 

Pra bater a forte equipe do Mogi, que ainda não havia perdido em casa nessa edição do Novo Basquete Brasil, o Paulistano precisaria fazer um jogo consistente, e o primeiro quarto foi mais do que isso. Quase perfeito no perímetro, a equipe converteu 7 bolas do perímetro sendo duas de Valtinho, duas de Dawkins e uma de Gruber. Assim a equipe esfriou o caldeirão com incríveis 30 a 16.

 

Na retomada a quadra, o bom jogo interno dos pivôs mogianos recolocou a equipe na partida. Gerson e Paulão foram bem na área pintada para reduzir a desvantagem no marcador. Além de pontuar, os jogadores ainda levaram vantagem nos rebotes, o que freou a recuperação da equipe da capital na parcial, fazendo com que Mogi fosse para o intervalo perdendo por 40 a 42.

 

          Shamell bem que tentou roubar a cena, mas Valtinho foi o homem do jogo. / João Pires

 

Primeiro tempo a parte, com duas grandes parciais de cada equipe, o tão esperado equilíbrio deu as caras na segunda metade. As equipes melhoram a defesa, e em velocidade pontuaram. Jimmy e Mariano se destacaram na pontuação, enquanto que Larry, mesmo apagado, conseguia rotacionar bem a bola. Dawkins continuou calibrado nas bolas longas, e viu Valtinho e Gruber auxiliarem no lance livre para ir para os minutos finais com os dois pontos de frente.

 

Com o jogo aberto, Mogi tratou de acelerar as ações, e para isso contou com o sempre efetivo Shamell. O americano infiltrava, castigava a defesa e dava a liderança no marcador a sua equipe, mas do outro lado tinha um jogo coletivo que resistia em sucumbir a mística do Hugão. Assim, trocando cestas, Paulistano se aproveitou da ligeira vantagem construída no começo do jogo, para na base do lance livre e importantes rebotes no final bater o rival.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags