Franca, em batalha emocionante, larga na frente!

02/04/2016

O torcedor que compareceu ao Pedrocão na tarde desse sábado não pode se queixar do que viu. Apesar de muitos erros, equipes protagonizaram um jogo de tirar o fôlego e mexer com o mais frio amante de basquete.

 

No final, aliás, após o final do tempo normal, na prorrogação, Franca fez valer o mando de quadra e bateu, por 87 a 85, o Rio Claro, que fez uma melhor partida, mas viu a vitória escapar em arremesso espetacular de Cauê.

 

Agora a série, que ganhou o primeiro tento, vai para Rio Claro, onde o Leão, diante de sua torcida busca a reabilitação em dois jogos.

 

O JOGO

 

Impulsionado pela tradição e  apostando na experiência de Nezinho, Franca começou melhor o duelo. O armador em parceria com Kurtz e Schneider conseguia boas trocas que renderam um bom início de quarto, 8 a 3. Aos poucos a equipe visitante foi se encontrando no jogo, e muito em função do quarto inspirado de Gui Deodato, e da boa entrada de Fiorotto, que retornou as quadras após 8 meses afastado. Assim Rio Claro fechou a primeira parcial, onde as duas defesas quase não existiram, em 27 a 24.

 

A ineficiência defensiva foi muito bem corrigida por Lula, que não permitiu pontuação nenhuma do adversário por mais de cinco minutos. Assim, abrindo 9 a 0, conseguiu recuperar a dianteira no marcador, 33 a 27. Os mandantes apostavam nas dobras, e buscavam a todo momento conter o volume externo do adversário, e assim sair em velocidade. Mas a partir de um lance livre convertido por Vinicius, o leão acordou, rugiu forte e aplicando 12 a 3, quando tirou as infiltrações, foi para o intervalo vencendo por 39 a 36, em cesta do meio da quadra de Dedé.

 

  Elemento surpresa, Kurtz esteve muito sólido no garrafão, área amplamente dominada por Franca. / Newton Nogueira

 

O intervalo não fez bem para os locais, já que o Rio Claro voltou com a postura agressiva, que lhe garantiu o oitavo lugar, e impôs 7 a 0 em dois minutos de parcial. Nem o tempo solicitado por Lula fazia o time reagir, já que o Leão continuava sólido atrás. Aos poucos, quando o cenário se configurava sombrio, com saída momentânea de Nezinho, o Franca se reencontrou. Mathias, próximo à cesta conseguiu seis pontos em sequência e recolocou a equipe à frente, 54 a 53, mas no estouro, mais uma vez, os visitantes foram para o período decisivo em vantagem, 56 a 54.

 

As oscilações das equipes se cessaram na última parcial. Não teve um domínio, como fora visto nos quartos anteriores, e as equipes passaram a trocar cestas. Como o aproveitamento do adversário era alto na área pintada, e o seu no perímetro caiu, Rio Claro apostou em jogadas entre os pivôs, após armação de Gui Deodato. A equipe obteve êxito, mas acima do limite de faltas, acabou colocando o adversário na linha do lance livre. O baixo desempenho dos mandantes parecia render ao Leão a vitória fora de casa, mas a 2 segundos do fim, Cauê tirou da cartola um arremesso espetacular que levou a batalha à prorrogação.

 

PRORROGAÇÃO

 

Com o Ginásio inflamado pela bela jogada do ala armador, Franca voltou acesso, e tomou a ponta em dois lances livres de Nezinho. A aposta de Dedé de parar o jogo no último quarto fez com que seus jogadores acumulassem falta, e no tempo extra, o leão que já tinha perdido Tatu, perdeu ainda Teichmann, Gui e Dedé.

 

Assim, os mandantes se aproveitaram da situação e com tranquilidade lideraram o placar no tempo extra para abrir a série com vitória.

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados