Brasília mostra maturidade, vence em Caxias do Sul e avança.

12/04/2016

O Brasília mostrou porque era considerado favorito na série oitavas de final diante do Caxias. Mostrando maturidade, os candangos souberam vencer um jogo complicado na casa do adversário, e com o triunfo de 86 a 80, selaram vaga às quartas de final.

 

Na próxima fase a equipe de Bruno, enfrentará o Paulistano, mas agora com desvantagem no mando de quadra.

 

O Caxias, que fez história chegando aos playoffs, se despede com a cabeça erguida e visando voos maiores na próxima temporada. O caçula teve boa aplicação tática, mas sentiu a pressão nos instantes finais e sucumbiu ao calejado Brasília.

 

O JOGO

 

As duas vitória diante de seu torcedor elevou a moral do Brasília, que teve um início de jogo consistente. Equilibrando internamente com o forte jogo do adversário, que via em Gustavinho e Alex os grandes líderes em infiltrações, a equipe tirou proveito da boa articulação, que lhe rendeu cinco bolas certeiras de três pontos, para fechar o primeiro quarto em vantagem, 27 a 19.

 

A mudança na defesa do Caxias, que passou a ser mais alta para conter os tiros do perímetro, deu certo. Brasília precisou reinventar seu jogo a partir do segundo quarto e encontrou dificuldades. Com Marcão usando bem o pick and roll para criar espaços para seus companheiros infiltrarem, o Caxias foi bem no ataque, e empatando a parcial foi para o intervalo perdendo por 46 a 38.

 

 O cenário tornou-se ainda mais favorável aos mandantes no segundo tempo. Com trocas rápidas, e tirando o Brasília da zona de conforto, a equipe tomou a ponta do marcador pela primeira vez, em grande período de Betinho e Alex, que voltaram certeiros da linha dos três pontos. Abalado, o Brasília apostou na experiência e qualidade de Giovannoni, que com 9 pontos e rebotes importantes, conseguiu reduzir o prejuízo ao final do quarto, embora estivesse pela primeira vez atrás no placar, 63 a 60.

 

Com o Ginásio Vasco da Gama completamente lotado, o Caxias seguiu melhor no início do quarto derradeiro, quando conseguiu manter a pontuação do adversário baixa, e embolas de segurança chegou a colocar cinco de frente, mas após cravada de Ronald a equipe se perdeu. Errando no ataque, e cometendo faltas técnicas e antidesportivas, viu a recuperação escorrer pelo ralo, e se despedir do NBB mais cedo do que gostaria. O adversário, mais calejado, garantiu na linha do lance livre a classificação.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados