Com ótimo último quarto, Paulistano desbanca Bauru no Panela.

09/09/2016

      Equipes tradicionais do basquete paulista, Bauru e Paulistano fizeram partida de tirar o fôlego no interior paulista. Com muitas alternâncias de marcador, melhor para os visitantes, que aplicando 33 a 25 no último quarto, venceu por 99 a 94. Alex foi o cestinha da partida com 30 pontos, enquanto que Eddy foi o maior pontuador do Paulistano, com 19 tentos.

 

      O camisa 33 do Paulistano comentou sobre a importância do triunfo e deu uma leve cutucada no rival: "O Rio Claro nos venceu na rodada passada e por isso entramos com tanta vontade, pois era importante se recuperar. E claro, é sempre bom ganhar aqui em Bauru."

 

      O treinador bauruense, Hudson Previdello enalteceu a boa contribuição dos garotos da base mas foi taxativo ao comentar sobre o sistema defensivo: "Para eles chegarem nesse nível, tem que estar calejado, passar o que eles passaram. A bagagem adquirida foi importante mas o papel de fechar o jogo ainda é dos adultos. O problema maior foi a defesa, tomando cem pontos dentro de casa não dá para ganhar a partida."

 

O JOGO

 

      Grande nome temporada, Leo Meindl, foi quem inaugurou o marcador na noite dessa quinta feira (8) em lance de três pontos. Mas embora Bauru dominasse os rebotes dos dois lados da quadra, com Shilton e Alex ligados no fundamento, o Paulistano equilibrou o jogo, e após cestas de Pecos e Renato, as equipes passaram a se alternar na liderança do marcador, 7 a 5.

 

     Os visitantes desgarraram no marcador com duas cestas, em sequência, da linha dos três pontos, com Eddy e Renato, 10 a 5. Shilton até tentou responder para o Dragão, mas Renato converteu outra bola de fora, mantendo a frente da equipe da capital, 15 a 8. Àquela altura o clube visitante tinha aproveitamento de 70% dos arremessos de quadra.

 

     A mudança do sistema defensivo bauruense, saindo da defesa individual, e alternando entre mista e zona, tirou o adversário da zona de conforto. Assim, emplacando boas ações atrás e saindo em velocidade, Bauru contou com mão certeira de Leo Meindl e Jefferson para finalizar a parcial na frente, 21 a 19.

 

     O Paulistano se recuperou da ineficiência ofensiva dos minutos finais e voltou imprimindo velocidade nos bloqueios. Dessa forma conseguiu castigar todos os setores da defesa bauruense para desgarrar no marcador após boas tramas de Lucas Dias e Renato, 31 a 24.

 

     O Brabo sentiu o mau momento de sua equipe e chamou a responsabilidade. Com muita agressividade em direção à cesta, o ala melhorou as ações dos mandantes, mas Jonathan respondia à altura e a diferença se manteve, 41 a 34.

 

Nos instantes finais, a equipe comandada agora por Hudson Previdello, assegurou os rebotes e, tendo em Leo Meindl sua principal figura, conseguiu romper a primeira linha sendo parado apenas com falta. Na linha do lance livre, o camisa 33, cortou o prejuízo bauruense ao final do primeiro tempo, 43 a 44.

 

 Retornando da seleção, Alex foi destaque em jogo de alto nível. /Caio Casagrande

 

     Os novos reforços foram preponderantes para que Bauru retomar a dianteira no início do segundo tempo. Com quatro pontos de Valtinho e dois de Shilton em jogadas de superioridade numérica, a equipe da Cidade Sem Limites abriu 9 a 2 na parcial, chegando a 52 a 46. O ala Eddy respondeu para o Paulistano. Com duas bolas do perímetro, o ex jogador do Bauru equilibrou a parcial e empatou a partida em 52 pontos.

 

     Após um festival de bolas de três pontos, o jogo esquentou no Panela de Pressão. Jefferson descordou de marcação de Andreia, que aplicando duas faltas técnicas o excluiu da partida. A equipe da capital, que não tinha nada a ver com o lance, se aproveitou e passou a frente, 62 a 57.

 

      O cenário bauruense parecia não ser dos melhores com a terceira falta de Valtinho, que vinha bem no jogo, mas a recuperação veio justamente com a base. Stefano e Henrique Cerimelli entraram com vibração e recuperando bolas, foi recolocando Bauru dentro da partida. Após bola de três do ala, bandeja do argentino e bandeja reversa de Eltink, os mandantes retomaram a ponta, 70 a 66.

 

      Na volta para o período derradeiro, o jogo seguiu quente e também equilibrado. Com as equipes trocando cestas, - Bauru apostava no jogo interno, enquanto o adversário era incisivo nas bolas de fora – a vantagem bauruense foi mantida, 77 a 73.

 

      Porém, o Paulistano soube neutralizar as infiltrações de Leo Meindl e Alex, e valendo do bom momento de Jonathan, aplicou uma incrível corrida de 14 a 0, para se colocar numa situação confortável, 87 a 77.

 

     Foi justamente com sua dupla de ala, Alex Garcia e Leo Meindl, que o Bauru voltou a se encontrar na partida.  O Dragão foi impiedoso no perímetro mas àquela altura o prejuízo dos minutos sem pontuar, somado ao pouco tempo de jogo, decretaram o revés bauruense, por 99 a 94.

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados