Usando a arma do rival

20/01/2016

Com defesa forte, jogo coletivo, e contando com Deryk on fire novamente, o Brasília superou, fora de casa o vice-líder Paulistano, por 81 a 75, embora o domínio tenha sido maior durante todo o jogo.

Para sair da capital paulista com o triunfo, a equipe candanga intensificou a defesa, e surpreendeu os donos da casa com um primeiro quarto imponente, 24 a 13. Foi nesse período que Ronald se destacou no jogo interno.

O segundo quarto foi diferente devido a entrada de dois jogadores na equipe do Paulistano. Pecos e Gruber entraram bem, o primeiro recuperando bolas, e o segundo na zona pintada. Zona pintada que os mandantes dominariam com 42 pontos, contra 24 do adversário. Assim a diferença foi caindo, e com Jhonatan marcando Fulvio, o ataque do Brasília não fluía. O jogo foi para o intervalo com a diferença de sete pontos.

Na volta a quadra, o que se viu foi um Brasilia intenso, como no primeiro quarto, assim toda a luta da equipe do Gustavinho foi em vão, porque a diferença não só voltou a 11, como chegou a 17, após o treinador cometer falta técnica. Quando o Paulistano melhorava, e neutralizava o jogo coletivo do Brasília, aparecia o talento individual de Deryk Ramos!

No quarto final, o jogo caminhava para um desfecho tranquilo para Giovannoni e companhia, mas a equipe propiciou alguns rebotes ofensivos em uma última blitz da equipe paulista, e assim, a diferença foi caindo. Dawkins, anulado até então, junto com Valtinho penetravam e guardavam. Depois veio chuva de bolas de três com Jhonatan, que colocou fogo no jogo. O Brasilia então voltou a agredir na defesa, e mesmo também não sendo mais efetivo no ataque, administrou a vantagem de quatro pontos, até vir o famoso jogo de faltas por cestas, que não caíram.

 

Foto: João Neto

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo