Chavinha virada coletivamente

29/01/2016

Depos de um começo cambeleante na defesa, quando permitiu rebotes ofensivos da equipe do Minas, o Bauru mostrou-se agressivo, conseguindo ajustar a marcação e encontrar espaços na defesa adversária, com boas assistências de Alex para Hettsheimeir. Mas se o pivô bauruense se destacava no ataque com seis pontos dos dez da equipe, na defesa o garrafão era dominado completamente pelos mineiros - especialmente com Léo Demétrio - até a entrada de Murilo na vaga de Jefferson. O camisa 21 capturou rebotes defensivos em sequência além de abrir na defesa adversária. Com a melhora coletiva, principalmente com melhor seleção dos arremessos, Bauru reduziu o prejuízo ao final do primeiro quarto: 17 a 16.

 

      Carioca voltou a Panela de Pressão pela primeira vez após sua saída / Pedro Sacardo



Na segunda parcial as equipe rotacionaram e melhor para Bauru, que com elenco mais recheado conseguiu a virada. Com bom posicionamento defensivo, a equipe de Demétrius tirou o adversário da zona de conforto, e com boa contribuição de Wesley e Leo Meindl, que combinaram para 16 pontos na parcial, e Paulinho nos rebotes, Bauru foi para o intervalo vencendo por 39 a 30.

Hora de mudar de quadra, e armas na batalha. No terceiro quarto as equipes concentraram os primeiros ataques em arremessos do perímetro. Day acertando duas para Bauru, e Demetrio e Simmons para a ex-equipe de Ferracciu, o jogo interno ainda presente no leque bauruense, fez com que a diferença não só permanecesse, como aumentasse. Nos instantes finais Minas conseguiu, após falta técnica de Ricardo Fischer, e em bola de três vencer a parcial, e entrar vivo no quarto final, com apenas 5 pontos por tirar.

 

   Jogo no interior paulista foi pegado, ala Robert Day chegou a abrir supercílio. / Pedro Sacardo



Com o jogo totalmente aberto, as equipes voltaram incisivas no último quarto. Em determinado momento o aproveitamento de ambas as equipes foi superior a 80% e  as defesas não tiveram chance. Ansaloni e Simmons pontuavam internamente para os visitantes, enquanto Bauru devolvia na sua especialidade, a bola de três, ora com Day, ora com Leo Meindl. O ala acertou bola da zona morta após assistência sensacional de Paulinho. Depois de cinco minutos de alto aproveitamento ofensivo, as equipes oscilaram um pouco, especialmente o Minas na linha do lance livre. Foi então que Alex entrou no jogo e atacando o aro colocou o Bauru em uma posição confortável no marcador, com 81 a 69, a menos de 4 minutos para  o apagar das luzes. Dali em diante as equipes trocaram bolas longas e Bauru, virando a chavinha para o NBB, bateu o Minas por 94 a 81.

Leo Meindl, cestinha bauruense na noite com 18 pontos comenta sobre o retorno com vitória ao NBB: "Se você entra com intensidade em jogos internacionais e nacionais, você vai se sair bem e agente tem conseguido isso."

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados