Bauru quebra invencibilidade do Vitória dentro do Cajazeiras

16/12/2016

   O Bauru Basket deu sequência ao bom momento na noite de ontem, ao quebrar a invencibilidade do Vitória diante de sua torcida, chegando assim a terceira vitória consecutiva, essa por 90 a 84. Antes, o Dragão já tinha vencido, na ordem, Vasco e Caxias, ambas disputadas no Panela de Pressão. O triunfo fez com que a equipe paulista subisse ao quinto lugar, se aproximando do próprio Vitória, terceiro colocado ao lado do Mogi.

 

   A vitória, que poderia ter sido até mais tranquila, se não fosse a queda de rendimento no último quarto, decorrente do aspecto físico, já que o Dragão segue com desfalques que prejudicam a rotação. Mas, com a larga margem construída nos períodos anteriores, quando Hettsheimeir e Gui brilharam, o esforço do Vitória acabou sendo em vão. Juntos, anotaram onze bolas de fora, e terminaram com 32 e 22 pontos respectivamente.

 

   O Dragão segue atuando longe do interior paulista, já que sábado mede forças com o Basquete Cearense, em Fortaleza. No mesmo dia, o Vitória recebe o Franca, em busca de reabilitação.

 

O JOGO

 

   O duelo, como já esperado, começou equilibrado, com o Vitória apostando nas infiltrações, com Dawkins, e o Bauru com mão certeira de Valtinho e Gegê. Mas, aos poucos, a pressão dos mandantes, já na saída de bola, fez com que o adversário cometesse erros, bem aproveitados pelos mandantes, que buscavam o jogo com Kurtz junto à cesta, e Key no perímetro. Nos instantes finais, os visitantes, com Jefferson, tanto internamente, quando de fora, se recuperaram e diminuíram o prejuízo parcial, 23 a 17.

 

   No início da segunda etapa, Bauru se aproveitou do reforço caseiro que ganhou para essa partida: Leo Meindl. Tanto o camisa 23, quanto Gui Deodato, conseguiram furar a defesa adversária em infiltrações. Dessa maneira, a dupla que além de pontuar, encontrou Shilton e Hettheimeir, conduziu a virada bauruense. A resposta rubronegra veio na individualidade de Dawkins, mas Hettsheimeir tratou de manter a força ofensiva do Dragão, que ainda viu Gui recuperar bolas para sair no contragolpe e finalizar o primeiro tempo na frente, 44 a 39.

 

 Inteligente, Hettsheimeir jogou aberto, onde levou ampla vantagem. (Jessica Santana)

 

   Nem o intervalo esfriou o bom momento do Bauru na partida. Com trabalho interno de Jefferson, e mão certeira de Hettsheimeir e do Batman, os visitantes colocaram, pela primeira vez, a diferença na casa dos dígitos duplos. Renato, pelo lado direito do ataque, anotou pontos em sequência numa tentativa de resposta, mas o período foi todo do Dragão, especialmente de Hettsheimeir. O ala pivô se aproveitou da boa movimentação ofensiva de seus companheiros e emplacou mais quatro bolas longas, fazendo com que sua equipe desgarrasse no marcador, 75 a 57.

 

   Com a larga vantagem, a partida parecia caminhar para uma vitória tranquila dos paulistas, mas os mandantes, assim como já fizeram em partidas anteriores, lutaram pelo triunfo diante de sua torcida. Com pressão no homem da bola e ajuda do lado oposto, a equipe de Régis Marreli anulou o ataque bauruense, para sair em vantagem numérico e tirar proveito da dupla Hayes e Dawkins, aplicando 15 a 1 na metade de parcial e voltando a partida. A resposta dos visitantes veio com ele, Hettsheimeir, mas Key, em bola de fora cortou a diferença para um ponto. Com o placar parelho, o Vitória teve oportunidade de virar partida, até porque dominava os rebotes ofensivos, mas falhando próximo à cesta, viu Gui, em bola da zona morta, liquidar a partida, 90 a 84.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags