Que noite para os integrantes do G4!

21/12/2016

   A noite da última terça feira não foi nada positiva para os até então membros do G4 do Novo Basquete Brasil. Os três integrantes que entraram em quadra saíram derrotados por adversários que vem logo abaixo, e que com o triunfo, puderam se aproximar um pouquinho do grupo que avança direto às quartas de final., A exceção foi o Mogi das Cruzes, que folgou na rodada cheia de ontem, indo a quadra somente hoje, diante do Pinheiros, na capital paulista.

 

  Como falamos anteriormente, o Bauru, que fechava o G4, e atuava diante de seu torcedor, acabou deixando o primeiro pelotão ao cair para o Minas. A equipe de Belo Horizonte esteve a frente durante toda a partida, e mesmo com a boa partida de Hettsheimeir, soube controlar a reação e fechar o duelo em grande noite de Alexandre.

 

   Além do Bauru, quem também atuou em casa, e vinha de uma sequência incrível, sem perder nenhum jogo até então, o Flamengo viu a invencibilidade ir embora já na prorrogação diante do Basquete Cearense, no Ginásio da Tijuca, onde novamente torcedores organizados do rubronegro prejudicaram o espetáculo ao se envolverem em confusão com a família de Alberto Bial e policiais militares.

 

Davi, ao fundo, vem em grande fase, alcançando assim média de 16 pontos por partida. (Reprodução)

 

   Mas falando do jogo, que foi muito bom, destaque mais uma vez para o armador Davi, que assim como Leozão, cresceu de produção na segunda metade da partida, conduzindo o Carcará a vitória na casa do adversário. Pelo lado dos mandantes, o destaque vai para Olivinha e JP Batista, que tentaram, através do jogo interno, manter a vantagem construída no primeiro tempo.

 

   Por fim, o Brasília não resistiu ao bom momento da jovem equipe francana, que chegou assim, a segunda vitória consecutiva. Assim como diante do Vitória, Alexey, com 17 pontos, foi o grande nome da partida. Mas dessa vez ele ganhou companhia de Antônio, que na primeira partida sem Toyloy (dispensado), mostrou que pode aproveitar a oportunidade de atuar por mais tempo, só que na posição 4.

 

Armador tem sido muito incisivo nas infiltrações (Reprodução) 

 

   Os tricampeões do NBB, sofreram com a baixa produção coletiva, já que o trio composto por Lucas Mariano, Giovannoni e Deryk Ramos somaram 52 dos 70 pontos da equipe. Dessa forma, a juventude teve mais perna no final para dificultar as ações do trio, com marcações que contaram com dobras para conter o rendimento ofensivo deles.

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo