O impacto da saída de Rafael Hettsheimeir

23/01/2017

   Ao final da noite de ontem (22), uma notícia causou muita surpresa nos fãs de basquete. A possibilidade, rapidamente confirmada, da saída de Rafael Hettsheimeir do Bauru Basket, para o Fuenlabrada (ESP), mexeu não só com a torcida bauruense, mas também com muitas outras agremiações, e até com o próprio campeonato.

 

  Eleito melhor pivô da última temporada, quando chegou a concorrer pelo prêmio de MVP da competição, vencido por Marquinhos, do Flamengo, o camisa 30 deixa Bauru após duas temporadas e meia. Nesse período, conquistou os Títulos Paulista, Sulamericano e da Liga das Américas, além de dois vice-campeonatos nacional e também o vice-campeonato Mundial diante do Real Madrid.

 

Com bons números, Hettsheimeir era o terceiro jogador mais eficiente do NBB9 (Caio Casagrande).

 

   Com a saída de algumas peças importantes da equipe aliada ás lesões de outros companheiros, Hettsheimeir acabou se tornando a referência da equipe. Com maior volume de jogo, o pivô respondeu à altura, alcançando média de 19.9 pontos por jogo e 7.7 rebotes por duelo, números superiores aos acumulados nas últimas edições do Novo Basquete Brasil, de 16.9 pontos e 6.2 rebotes.

 

   Se já seria difícil repor a saída de Hettshsheimeir, devido ao seu jogo moderno, de eficiência dentro e fora do garrafão, fica impossível com o prazo de inscrições encerrado. Lamentando a saída, mas agradecendo pelos serviços prestados, Roberto Fornazari, presidente da equipe, esclareceu a situação:

 

"Logo após os acertos de término de contrato com a Paschoalotto na última temporada, todos os atletas estavam livres para procurar clubes. O Rafael preferiu ficar em Bauru, mas o seu agente, o Sr. Luis Martins, exigiu uma cláusula de liberação a qualquer tempo para o mercado europeu. Não tínhamos condições na época de fazer exigências.Na semifinal do Campeonato Paulista, o Rafael já tinha recebido uma proposta da Lituânia, mas o negócio acabou não se concretizando. Infelizmente, agora que as inscrições de novos atletas já fecharam na LNB, apareceu essa proposta da Espanha e ele decidiu aceitar. Não é o melhor momento para sair, mas temos que agradecer por tudo que ele fez e conquistou aqui em Bauru"

 

   Agora, Bauru terá de se reinventar. Sem jogadores com características parecidas, a equipe de Demétrius deve abrir mão do small ball, aonde o Canela e Jefferson, devido ao bom aproveitamento no perímetro, se revezavam o tempo todo nas funções de ala-pivô e pivô, confundindo a marcação adversária. 

 

Na conquista do maior título da história do Bauru, Hettsheimeir foi o cestinha com 30 pontos (FIBA/Américas).

 

   Por meio de Nota Oficial divulgada pela Assessoria do Bauru Basket, Hettsheimeir, que viaja na terça para assinar com a equipe espanhola, fez questão de mandar um último recado à torcida bauruense: "Fui muito feliz e conquistei títulos importantes aqui. Agora, para minha carreira e futuro, decidi aceitar essa proposta e voltar pra Espanha. Sou muito grato aos torcedores bauruenses por todo o carinho e respeito que sempre tiveram comigo. Pode ter certeza que isso é apenas um até logo".

 

   Com a saída dele, não só Bauru, como vimos acima, perde. Na edição mais equilibrada, o NBB perde um jogador de quilate olímpico, sempre comprometido com o basquete e seu desenvolvimento.

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados