Atuando fora de casa, Vitória e Cearense se reabilitam

02/02/2017

   Apesar de todas as adversidades, Vitória e Cearense, que vinham de derrotas na última rodada, conseguiram, nessa quarta (01), se reabilitar no NBB. Diante do líder Brasília, e do Minas, que poderia o ultrapassar, o rubronegro e o carcará, respectivamente, conseguiram ter o controle da partida e também a frieza para sacramentar os triunfos.

 

   Na capital federal, pesou a favor do Vitória o sistema defensivo de Régis Marrelli, que permitiu que a equipe tivesse tranquilidade no ataque, explorando o jogo coletivo. Desde o começo da partida, a equipe se esforçou para parar Lucas Mariano, que vem sendo um dos principais nomes do campeonato. Com o pivô sendo anulado por Coimbra, a equipe atuou desequilibrada, forçando bolas de três.

 

Se não bastasse a marcação de Coimbra, Lucas Mariano enfrentou muitas dobras no ataque (Brito Jr).

 

   Apesar do bom primeiro período de Fúlvio e Giovannoni, foi o Vitória que conseguiu, através do jogo de velocidade de Dawkins, fechar a parcial na frente. No segundo quarto, o americano recebeu uma marcação mais forte, e assim algumas peças, como Keyron e Renato, acabaram tendo mais espaços, dilatando um pouquinho mais o marcador, 39 a 32.

 

 O Brasília bem que tentou, mas não conseguiu parar Dawkins (Brito Jr).

 

   Na segunda etapa os mandantes voltaram mais atentos. Com marcação forte e artilharia no ataque, Jefferson Campos e Pilar, foram os grandes responsáveis pelo empate ao final da parcial. Mas no período decisivo, Dawkins voltou a brilhar, e paralelamente ao duelo individual com Fúlvio, viu seus companheiros terem tranquilidade para definir a partida na linha do lance livre, 78 a 70.

 

   Com o resultado positivo diante do líder, a equipe de Salvador cola no G4 da competição. Com dez triunfos em 16 confrontos, a equipe cola nos terceiros colocados Pinheiros e Bauru, que possuem uma partida a mais.

 

   Já em Belo Horizonte, no confronto direto dos últimos integrantes do G12, melhor para a equipe de Bial, que volta a vencer após derrota para o Pinheiros em casa. A vitória, construída no primeiro quarto, onde a equipe levou apenas 7 pontos, foi fundamental para evitar que o adversário o ultrapassasse na tabela de classificação. Além disso, a equipe de Fortaleza pode sonhar com um posicionamento melhor, já que algumas equipes como o Paulistano tiveram a queda de rendimento.

 

Nem mesmo o recorde de Maynard , que capturou 18 rebotes, fez com que o Minas virasse a partida (Orlando Bento).

 

   No embate, o Carcará, que vinha sofrendo viradas no último período, mostrou mais maturidade para administrar a vantagem à seu favor. Com Davi se aproximando do triplo duplo (13 pontos, 8 rebotes e 8 assistências) e Gruber bem no garrafão, o Cearense conseguiu neutralizar a reação do Minas.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo