Com tranquilidade, Bauru bate Liga Sorocabana e alcança quinta vitória consecutiva

03/02/2017

   Com muita tranquilidade o Bauru Basquete deu sequência ao bom momento. Depois de um primeiro quarto truncado, a equipe da Cidade Sem Limites deslanchou e finalizou a partida com tranquilidade, vencendo por 87 a 55. Com o triunfo dessa noite (02), Bauru alcançou sua quinta vitória consecutiva e, de quebra, assumiu o terceiro lugar do NBB, já que o Pinheiros perdeu para o Flamengo por 84 a 77.

 

   Comandante bauruense, Demétrius Ferracciú, comentou sobre o crescimento da equipe (são seis vitórias em sete jogos no ano), e também sobre a participação efetiva de seus pupilos mais jovens, que responderam bem à oportunidade:

 

"Do começo do ano para cá, tivemos uma sequência muito boa de treinos, com o grupo praticamente completo. Essa sequência nos proporcionou uma condição melhor, tanto tática, quanto física. O mérito é dos jogadores, que entenderam nossa proposta. Foi importante para ganhar o grupo, dando sequência a alguns jogadores, e isso fez com que a equipe encontrasse uma cara. Fico muito feliz por eles (jogadores mais jovens). Porque nem sempre a oportunidade aparece, e hoje eles souberam aproveitá-la. Eles entraram firmes, sabendo a função que cada um tem que fazer, e isso mostra amadurecimento."

 

Com 5 passes certeiros, jovem armador bauruense terminou como maior assistente da partida (Pedro Sacardo).

 

   Poderíamos elencar muitos destaques pelo lado bauruense, como Jefferson, que vive ótimo momento e hoje anotou 25 pontos. Mas diante do domínio do Dragão, ficamos com a boa resposta que os jovens em quadra. Stefano, que comandou a equipe com muita firmeza, fez a mesma leitura de seu treinador: "O time está num momento defensivo muito bom, isso é o principal, porque isso nos permite atacar com tranquilidade. Agradeço o tempo de quadra que tive, mas agora é seguir trabalhando duro para dar continuidade nessa caminhada de vitórias."

 

   Assim como boa parte das equipes, o Dragão, que agora soma doze triunfos em dezoito jogos, terá uma folga boa para ajustar ainda mais a equipe antes do confronto contra o Pinheiros, dia 14. Na mesma data, a Liga Sorocabana tentará através do confronto direto, se aproximar do Minas, último integrante do G12.

 

 

O JOGO

 

   Os primeiros minutos de partida não foram nada positivos. Com muita vontade, mas com pouca tranquilidade e organização, as equipes acabaram se equivocando nas posses de bola, cometendo muitos erros e faltas, tanto no ataque quanto na defesa. Os mais lúcidos eram Leo Meindl, por meio de infiltrações, e Paranhos, que dominava os rebotes ofensivos, respondendo para os visitantes. Com a entrada de alguns jovens, como Maicão, Bauru protegeu melhor os rebotes conseguindo jogar em transição. Assim, contando coma pontaria afiada de Jefferson no perímetro, desgarrou um pouco no marcador. Só que no final, Cafferata reduziu um pouquinho a vantagem bauruense, 18 a 13.

 

Maicão, que deve ganhar mais tempo com a saída de Hettsheimeir, foi muito bem na área pintada (Pedro Sacardo).

 

   Se os mandantes não conseguiram exercer sua superioridade técnica no primeiro período, no segundo quarto, não tiveram a menor dificuldade. Com uma defesa bem postada, o Dragão conteve as infiltrações do adversário, levando-o a cometer muitas violações. Com boa articulação de Stefano e definições certeiras de Alex, a equipe de Demétrius dilatou rapidamente a vantagem. Apesar de Cafferata voltar a aparecer na partida, os mandantes, com duas bolas de Gui Deodato, mantiveram a diferença no marcador, 41 a 27.

 

   Na volta para o segundo quarto as equipes se portaram de forma muito parelha. Apostando em jogadas individuais de infiltração, foi comum ver o garrafão sempre muito povoado, rendendo intensas brigas por rebotes. Os mandantes concentravam seus trabalhos em Jefferson e Leo Meindl, mas do outro lado Jefferson Sobral, respondia à altura. Só que o atleta que já passou pela NBA cometeu sua quarta falta e precisou ser poupado. Sem o atleta, a equipe perdeu a referência ofensiva, e foi presa fácil para uma defesa agressiva, liderada pelos jovens bauruenses. E foram as próprias joias por sinal, que deram números finais ao período, 66 a 44.

 

Saindo em velocidade, Bauru atacou com tranquilidade. Na foto, Gui crava bola (Pedro Sacardo). 

 

   Nem mesmo a larga vantagem acomodou o Dragão. Mantendo a intensidade defensiva que permitia a transição, conseguiu sair em superioridade numérica, finalizando os ataques com muita facilidade, levantando o público após enterradas de Jefferson e Gui. Dali em diante os jovens bauruenses, cada um com sua função (Stefano organizando, Maicão dominando as sobras e Jaú calibrado), garantiram a consistente vitória, dando descanso às principais peças da equipe, 87 a 55.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados