Bauru despacha Macaé e avança às quartas

11/04/2017

   O Bauru Basket confirmou sua superioridade e carimbou a vaga nas quartas de final do NBB9. Com o triunfo dessa noite (10) por 93 a 83, o Dragão finalizou a série em 3 a 0.

   Ao longo de toda a partida foi possível ver a diferença de jogo das equipes. Enquanto os paulistas distribuíam bem suas ações ofensivas, a equipe fluminense dependia do brilho individual de Anthony. Para reforçar isso, ao final da partida Bauru teve quatro jogadores com dígitos duplos no marcador e com outros dois se aproximando do feito, enquanto que Macaé teve apenas três, e muito em função do belo último quarto de Lupa.

   Agora Bauru terá pela frente um velho conhecido, o Brasília. Rival na semifinal do ano passado, os Lobos terão vantagem do mando de quadra ma série. Um dos destaques dessa noite, Shilton comentou sobre o desempenho e projetou um duelo duro com Lucas Mariano: "É reflexo do trabalho da equipe, mas fico feliz que minha contribuição tenha terminado com a vitória. Agora o foco passa a ser o Brasília e eu tenho estudado já a forma dele jogar. É um menino que vem muito bem, fazendo sua melhor temporada desde que se tornou profissional. Vai ser um grande desafio, mas a gente trabalha pra isso e eu vou estar preparado para isso."

 

Cestinha bauruense com 22 pontos, Alex reencontrará seu ex-clube, o Brasília (Caio Casagrande).



   As datas dos confrontos ainda não estão definidas, mas com todas as demais séries indefinidas, Bauru deve ter alguns dias de folga e preparação antes do confronto contra a equipe da Capital Federal. Para Léo Meindl, essa série fortalece o Dragão na disputa: "Você treinando, recupera jogadores, descansa, mas não há nada melhor do que jogar, ter ritmo de jogo. Essa série foi muito boa, acrescentou muito para nossa equipe. Vamos fortalecidos para essa série de playoff."

O JOGO

   Com participação efetiva de Alex Garcia, autor de bela cravada, Bauru conseguiu abrir 7 a 0 no primeiro minuto de partida. Mas o Macaé, precisando mais do que nunca da vitória, respondeu rapidamente. Mesclando o trabalho individual de Anthony, com as ações internas de Erick e Lupa, os visitantes foram equilibrando a parcial. Com belas jogadas dos dois lados, o jogo seguiu parelho, com muitas trocas de liderança. No final, o armador da equipe fluminense converteu belo arremesso que deu a vitória parcial a sua equipe, 24 a 22.

 

Anthony alcançou seu nono jogo em sequência com mais de 20 pontos. Nessa noite foram 31 (Raphael Bózeo).


 

   No começo do segundo quarto, as defesas ofereceram mais resistência aos ataques. Sempre bom deixar claro que isso não afetou em nada a qualidade da partida, muito boa por sinal. Com mais variações defensivas, Bauru protegeu melhor o perímetro e contou com um especialista no assunto, Jefferson, para abrir uma pequena vantagem. Mas, se o Dragão tem Jefferson, o Macaé tem Anthony. Com dribles desconcertantes, o armador desmontou a defesa bauruense, trazendo a diferença para apenas uma posse de bola. Só que no final do primeiro tempo, os mandantes mostraram a força de seu elenco. Com arremesso certeiro de Gui e lances livres de Jau, fechou a primeira metade em, 45 a 37.
 

   Na volta para o segundo tempo, Bauru contou com a boa pontaria no perímetro para desgarrar no marcador. Com bolas precisas de Jefferson, Alex e Gege, os mandantes abriram quinze pontos de vantagem. Outro ponto importante dentro da parcial foi as dobras que a equipe de Demétrius fez em cima de Anthony, autor de 19 pontos apenas no primeiro tempo. A medida era uma tentativa de neutralizar o poder de fogo do americano. Em contrapartida dava espaço para que os demais atletas aparecessem, e quem soube aproveitar muito bem isso foi Schneider. Só que Bauru, sem maiores dificuldades, foi impondo seu ritmo de jogo, e com belo trabalho de Leo Meindl e Shilton, foi para o último quarto vencendo por 69 a 54.

 

Shilton deixou a quadra com um duplo duplo expressivo: 13 pontos e 14 rebotes (Ricardo Marchetti).


 

   Em uma ultima tentativa de manter-se vivo dentro da competição, os visitantes trouxeram de volta à quadra, seus principais nomes, mesmo eles estando carregados de faltas. Após uma boa sequência de arremessos certeiros de Igor e Lupa, além de infiltrações de Anthony, Macaé reduziu a larga vantagem bauruense para apenas três pontos. Foi então que os jogadores mais experientes da Cidade Sem Limites chamaram a responsabilidade e decidiram o confronto. Com bolas de segurança de Alex, Valtinho e Jefferson, além de bola da zona morta de Gui, Bauru fechou a partida em 93 a 83, liquidando a série em 3 a 0.

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo