O impacto da chegada de Betinho ao Cearense

29/06/2017

  Calma, amantes da bola. Antes de mais nada queremos deixar claro que não concordamos que as ambições de um time estejam atreladas apenas à um jogador, por mais decisivo e completo que ele seja. Mas não tem como negar que os valores individuais estão diretamente ligados ao poder coletivo da equipe, que em momentos de decisão recorrem à essas peças para atingir seus objetivos.

 

  Pois bem, depois de renovar com boa parte do elenco da temporada 2016/2017 (chegaram a um acordo Davi, Rashaun, Felipe, Sualisson e Léo), o Basquete Cearense foi ao mercado e trouxe o ala Betinho, destaque do caçula Campo Mourão, que, assim como o Brasília, enfrenta problemas financeiros que colocam a continuidade do projeto em dúvida.

 

 Primeiro grande passo dado pela diretoria, tinha sido a renovação com Davi (Stephan Eilert).

 

  A chegada do jogador, badalado no mercado pelas boas atuações ao longo das duas últimas temporadas, tanto no sul, quando ainda defendia o Caxias, quanto no norte do Paraná, pode sim representar um salto nas ambições do Carcará.

 

  Maduro, Betinho vive a melhor fase da carreira, com demonstrações seguras de todo seu repertório. Com média acima de dez pontos em sete das nove temporadas que disputou o NBB (não alcançou os dígitos duplos apenas em sua primeira temporada e quando defendeu o São José, no último ano da equipe), o jogador é um pontuador nato. Nesse ano terminou como um dos cestinhas com média de 19,27 pontos por jogo.

 

Artilharia e liderança, virtudes que chegam junto com Betinho na mala (Reprodução Campo Mourão).

 

  Mais do que poderia ofensivo, Betinho mostrou que o amadurecimento fez dele um líder. Depois de algumas temporadas compondo o elenco dos times por onde passou, assimilou muito bem a necessidade de guiar suas últimas equipes. Agora, chega ao Basquete Cearense com a oportunidade de subir mais um degrau em sua carreira, que representará também um crescimento para a própria agremiação.

 

  Depois de boas campanhas que chamaram a atenção, jogador e time vivem a expectativa de um ano ainda melhor, já que tanto para Betinho, quanto para o Carcará, ficou a sensação no ano passado, de que poderiam ir um pouquinho mais longe nos playoffs. Agora, com mais jogadores de destaque ao seu lado, Betinho poderá ser a peça que faltava para a equipe de Bial incomodar de fato nos playoffs.

 

  Importante ressaltar que embora as movimentações sejam interessantes até aqui, o Basquete Cearense ainda precisa de mais investimento, até porque o outro pilar da equipe, Duda, ainda não renovou o contrato. Assegurando a manutenção do experiente jogador, ou beliscando mais um ala seguro, o Carcará direcionará suas atenções para jogadores de rotação, especialmente no garrafão.

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo