Vitória confirma chegada de norte-americanos

10/07/2017

  O Vitória vem crescendo a cada ano no basquete nacional. Depois de classificar aos playoffs em sua primeira temporada, chegou a semifinal no último ano e promete não parar por aí. Além de manter Régis Marrelli, comandante da equipe, e boa parte do elenco que disputou o NBB9, a equipe foi buscar nomes interessantes no mercado.

 

  A prioridade do Leão era reforçar um setor carente da equipe, o garrafão. Muito refém do trabalho do pick-and-roll que envolvia Dawkins, os pivôs da equipe não conseguiam criar oportunidades de arremessos curtos em outras situações de jogo, não aproveitando alguns espaços deixados na cabeça do garrafão ou rebotes ofensivos.

 

  Assim, o rubro-negro foi cirúrgico e acertou a contratação do ala-pivô Matt Shaw, ex Gimnásia (ARG) e do pivô Murilo Becker, que estava no Vasco. Matt chega ao Vitória depois de uma boa temporada na Argentina, onde ajudou sua equipe a chegar aos playoffs, com média de 11,5 pontos e 5,1 rebotes por jogo, mostrando-se muito seguro e forte fisicamente.

 

Matt foi um dos destaques da bela campanha do Gimnasia na Liga Nacional Argentina (Reprodução)

 

  Com uma preparação maior na pré-temporada, em virtude do calendário carioca, Murilo teve mais tempo de quadra no Vasco da Gama, mostrando-se recuperado de alguns problemas que limitaram seu trabalho no Bauru. Atuando em todas as partidas na temporada, com exceção do duelo contra a própria equipe paulista, o jogador acumulou 10,8 pontos e 5,8 rebotes por partida. Por se encontrar numa situação parecida com a vivida no Rio de Janeiro e conhecer muito bem seu novo treinador, espera-se que o pivô faça uma boa temporada pelo Leão.

 

  Outro americano que desembarca em Salvador é Nick Okorie. O ala-armador surgiu como opção após o descontentamento da equipe com Keyron, que após a dispensa chegou a reclamar publicamente do atraso de pagamento. O clube não deixou passar e alegou que a única taxa pendente se refere ao FGTS, que está em atraso devido à questões burocráticas já que o jogador não se encontra no Brasil.

 

  Nick assume a função de escolta com um estilo de jogo característico dos americanos. Com velocidade e pontaria calibrada nas bolas de três pontos pode formar uma parceria interessante com Dawkins. Outro ponto positivo que auxilia no jogo do novo reforço, é o aspecto físico. Mais forte e alto (1,90), consegue bater pra dentro e contestar chutes com mais propriedade. Na última temporada defendeu o Niagara (CAN) e obteve média de 14 pontos e 5,2 assistências.

 

 Nick Okorie foi formado pela Universidade do Texas (Journal Pioneer)

 

  Com a chegada dos dois americanos, o Vitória preencheu a cota de estrangeiros na equipe (3), e agora, com o elenco fortalecido, fica de olho em alguma oportunidade no mercado nacional, para beliscar mais algum reforço pontual.

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados