Paulistano vence confronto direto com Mogi

17/09/2017

  Em uma partida pra lá de emocionante, o Paulistano fez valer o mando de casa e venceu o confronto direto com a equipe de Mogi das Cruzes, pelo placar de 90 a 87, definido no estouro do cronômetro em bola de três pontos de Lucas Dias.

 

  Durante o embate ficou bem claro as virtudes e os contrapesos dos rivais. Enquanto o esquadrão de Gustavinho concentrou suas ações no perímetro, atuando com um quinteto leve e definidor; Mogi, mostrou superioridade quando buscou um jogo mais físico, próximo ao garrafão, bem protegido por Tyrone.

 

 Paulistano e Mogi fizeram um duelo de tirar o fôlego (Antonio Penedo).

 

  O importante triunfo dessa noite deixa a briga pela segunda vaga em aberto. Com ligeira vantagem até aqui na campanha, o time depende apenas de si para confirmar a segunda colocação na fase regular. Mas, como não devolveu os sete pontos de diferença sofridos no primeiro turno, não leva vantagem nos critérios de desempate em um eventual empate.

 

  Diante desse cenário, é importante ficar ligado nos compromissos que os rivais terão pela frente. Em ligeira vantagem, o Paulistano pega estrada para enfrentar Bauru e Liga Sorocabana, antes de receber Franca e Osasco, no encerramento da primeira fase. Já o Mogi, tem apenas um duelo longe de casa, contra o América. Depois faz três jogos diante de seu torcedor, contra Franca, Bauru e Pinheiros.

 

O JOGO

 

  O Mogi iniciou o duelo se sentindo em casa. Com segurança no sistema defensivo e precisão na linha dos três pontos, onde Vithinho foi peça chave, abriu vantagem próxima dos dez pontos nos primeiros minutos. Aos poucos, Fuller e Jhonatan foram aparecendo no ataque, mas sempre que a dupla anotava bolas na frente, a equipe do Alto Tietê, com um jogo mais coletivo, devolvia na mesma moeda, sempre em bolas de segurança, com Wesley e Shamell, 18 a 13.

 

  Mas não demorou muito para o Paulistano se impor. Levando o adversário ao erro, aproveitou os contragolpes e bolas de Vitão para construir uma arrancada de dez pontos consecutivos no segundo quarto, passando à frente pela primeira vez na partida. A recuperação deu tranquilidade aos mandantes, que passaram a tomar conta do jogo com a liderança de Elinho e Lucas Dias. Em meio a algumas ações de Shamell, o time da casa manteve o ímpeto, indo para o intervalo vencendo por 43 a 35.

 

 Paulistano usou e abusou da estatura e velocidade do small ball (Antonio Penedo).

 

  O intervalo não esfriou a equipe da casa. Movimentando bem a bola e aparecendo nas definições de jogadas na linha dos três pontos, Elinho e Fuller colocaram a diferença na casa dos quinze pontos logo nos primeiros minutos da segunda etapa. Discreto até então, Tyrone comandou a recuperação mogiana dentro da parcial. Mais agressivo na defesa e definidor no ataque, onde anotou duas bolas do perímetro, o ala-pivô foi reduzindo a vantagem dos mandantes, mesmo com a boa aparição de Jhonatan do outro lado. Melhor postado, Mogi foi crescendo de produção, até trazer a diferença para apenas duas posses de bola ao final do período, 66 a 60.

 

  No início do último quarto, o cenário do período anterior se repetiu. Demonstrando adaptação ao país e ao Paulistano, Kuller anotou cinco pontos logo de cara, colocando novamente a diferença na casa dos dígitos duplos. Mogi, levando vantagem dentro do garrafão por conta do aspecto físico, aproveitou as saídas em velocidade de Larry Taylor e Shamell para romper a defesa adversário e recuperar a ponta a menos de dois minutos para o final de jogo em jogada de bonificação do camisa 24.

 

 Larry bem que tentou ajudar sua equipe mas desempenho defensivo da equipe foi determinante para o revés (Antonio Penedo).

 

  Depois de algumas precipitações e violações que quase sacramentaram o triunfo dos visitantes, Yago tratou de resolver a parada para Gustavinho e companhia. Cuidando melhor da bola, o jovem armador se destacou com as habituais assistências, que dessa vez renderam preciosas assistências para seus companheiros. Com frieza, Jhonatan, Guilherme e Lucas Dias (no estouro do cronômetro), deram a vitória ao Paulistano, 90 a 87.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags