Mogi deslancha no último quarto e confirma vitória

22/09/2017

  Quem olha o placar final do jogo entre América e Mogi pensa que o atual campeão paulista não teve dificuldades diante do time riopretense, mas não foi bem assim. Mesmo no controle do jogo desde o início, Mogi só consegui confirmar a vitória, por 92 a 62, depois de vencer o último quarto com folga, por 33 a 14.

 

 Assim como Wesley, Jimmy anotou 16 pontos e auxiliou Shamell na ofensiva mogiana (Divulgação)

 

  O duelo ficou marcado pela excessiva vontade dos dois lados, embora em muitos muitos momentos faltasse organização e leitura, seja ela defensiva ou ofensiva. Não foram poucos os erros que os dois times cometeram na articulação das jogadas, seleção de arremessos e proteção dos rebotes.

 

  Mas o duelo também teve aspectos positivos. Apesar das campanhas opostas, América e Mogi tem algumas características em comum, como a liderança de alguns atletas, responsáveis por grande parte do volume de jogo das equipes. Só que hoje, eles ganharam o suporte de alguns companheiros, principalmente dos que vieram do banco. Os suplentes do Mogi contribuíram com 33 pontos, enquanto os do América anotaram 19 pontos.

 

  Com o resultado positivo, Mogi chega a oito vitórias e coloca pressão no vice-líder Paulistano. Como leva vantagem nos critérios de desempate, torce para uma derrota da equipe de Gustavinho diante do Bauru, no sábado, para retomar a segunda colocação. Já o América perdeu a chance de encostar na Liga Sorocabana e continua na sétima colocação, com dois triunfos até aqui, conquistados diante do Bauru e do Osasco.

 

O JOGO

 

  O América iniciou a partida melhor. Atuando ao lado de seu torcedor e contando com contribuição de William, que mesmo contra a dupla de pivôs dos visitantes levava vantagem, abriu pequena vantagem nas primeiras ações da partida. Mas não demorou muito para o cenário se inverter. Liderado por Shamell, Mogi assumiu a liderança e o controle de jogo. Participando de todas as jogadas da equipe no quarto, seja pontuando ou servindo seus companheiros, o ala conduziu sua equipe de forma impecável. No final, a equipe riopretense concluiu dois contragolpes em velocidade, com Darnell e Ygor, encostando no marcador, 18 a 17

 

  O bom momento do time da casa, fez com que o segundo período começasse equilibrado, da maneira que terminou a parcial anterior. Para responder as investidas de Shamell (sempre agressivo em direção à cesta), o América aplicava mais intensidade e se aproveitava dos roubos de bola e rebotes ofensivos para manter-se na cola do rival. Depois de muitos erros das duas equipes, que precipitaram inúmeros arremessos de três pontos, Mogi desgarrou no marcador. Com o cuidado de Vithinho na armação das jogadas, os mogianos voltaram a pontuar, principalmente com Jimmy e Filipin, indo para o intervalo com vantagem considerável no placar, 39 a 27.
 

  O time da casa voltou mais ligado para a segunda etapa. Com Ygor comandando o quinteto riopretense, a equipe se aproveitou dos três minutos que o adversário ficou sem pontuar e cortou a diferença para apenas uma posse de bola, obrigando Guerrinha a parar o jogo. Depois do tempo técnico, Mogi veio para a quadra com a seriedade e concentração que a partida pedia. Liderados por Shamell e Jimmy, os visitantes recolocaram a diferença na casa dos dez pontos, tranquilizando a situação. Dali, até o final do quarto, os rivais trocaram cestas e o time do Alto Tietê manteve uma gordura no marcador, 59 a 48.

  Diferentemente dos períodos anteriores, Mogi veio para a última parcial se impondo e, sem maiores dificuldades, resolveu o duelo rapidinho. Selecionando bem os arremessos, que ora encontrava Jimmy e Rafa Moreira no perímetro, e ora colocava Wesley em condições de comandar a área pintada, Mogi elevou a diferença para 26 pontos de diferença, desestabilizando o rival e sacramentando o duelo. Com o duelo resolvido, Guerrinha pôde dar descanso a seus principais jogadores e oportunidade para outros, que não vinham bem, ganharem tempo de quadra na tentativa de recuperar a confiança. Assim, Mogi não teve dificuldade e selou o triunfo por 92 a 62.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags