Bauru volta a vencer o Pinheiros e avança à semifinal

08/10/2017

  O Bauru Basket é a primeira equipe classificada à semifinal do Campeonato Paulista de 2017. Jogando na capital paulista, Bauru voltou a vencer a equipe do Pinheiros, agora pelo placar de 62 a 53, e carimbou a vaga à próxima fase, onde vai encarar o vencedor do duelo entre Franca e Osasco.

 

  Para alcançar a vitória, o Dragão contou com um forte sistema defensivo, que limitou o Pinheiros a menor pontuação alcançada nos últimos anos. A última vez que o Pinheiros ficou restrito à 53 pontos, foi na abertura do NBB6, quando foi derrota pelo extinto Limeira, pelo placar de 91 a 53, em 14/11/2013! A postura defensiva foi celebrada pelo comandante da equipe, Demétrius Ferracciú, por meio da assessoria de imprensa:

 

“Conseguimos segurar o Pinheiros, que fez só 53 pontos. O time deles joga muito no contra-ataque e nós conseguimos impedir que pontuassem dessa forma. Ainda temos alguns erros e vamos esperar o adversário da semifinal."

 

 Decisivo nos momentos finais, Alex foi o grande nome da partida (Victor Lira/Bauru Basket).

 

  Quem também falou ao final da partida foi Rafael Hettsheimeir, que a cada confronto mostra mais entrosamento com os companheiros e protagonismo dentro da equipe, tanto atrás, quando atua mais próximo da cesta, quanto no ataque, onde equilibra as ações, com destaque essa noite para as bolas de três pontos: 

 

“Foi um jogo difícil, como já era de se esperar. Mas conseguimos defender muito bem e aproveitar as bolas de ataque. Essa vitória mostra que nosso time está evoluindo a cada partida e vamos em busca de mais uma final.”

 

  Como as demais série estão indefinidas, incluindo o confronto entre Franca e Osasco, não há nesse momento a definição das datas dos jogos das semifinais. Mas, nos próximos dias, com o desenrolar dos duelos, a Federação irá divulgar a tabela completa, já com os horários dos cinco jogos entre os semifinalistas.

 

O JOGO

 

  Pinheiros e Bauru iniciaram o duelo em alta velocidade, com agressividade em direção à cesta. Após um começo de partida marcado pelo equilíbrio, com as defesas bem postadas na área pintada, os mandantes passaram a tomar conta das ações, com destaque para Felipe Ruivo. Mesclando infiltrações e bolas de três pontos, o armador conseguia romper a defesa bauruense com dribles rápidos. Se Bauru, aos poucos encaixava a marcação sobre Ruivo, abusava das bolas de três pontos, que só passaram a cair na reta final do período, quando Hettsheimeir e Renan converteram ataques rápidos, diminuindo a vantagem do Pinheiros, 17 a 16.

 

  Depois de um começo de segundo quarto amarrado, com os rivais prendendo muita a bola e estourando os 24 segundos sem concluir seus ataques, o nível técnico da parcial melhorou. Bennett foi quem abriu a caixa de ferramentas do segundo período, com bola de três pontos. Mas não demorou muito para Bauru se impor na partida. Com uma defesa bem postada, anulou o americano e saiu em velocidade graças à segurança de Hettsheimeir nos rebotes e articulação de Stefano. Sob batuta do argentino, o Dragão movimentou melhor a bola e passou a frente com bolas de Hettsheimeir e Gui Santos no perímetro, 29 a 26.

 

Discreto na pontuação, Renan foi determinante na proteção ao garrafão (Victor Lira/Bauru Basket).

 

  As bolas de três pontos convertidas por Renan e Hett, somada à quarta falta cometida por Toledo, logo de cara, deu a impressão que Bauru iria ter o controle do jogo de forma mais consistente, mas não foi nada disso que aconteceu. A falta de movimentação e troca de passes do lado bauruense, minou as ações ofensivas da equipe, que foi vendo o Pinheiros se aproximar com o jogo interno de Ansaloni, Ware e Arthur, até passar a frente em uma corrida de onze pontos consecutivos. Após o tempo pedido por Demétrius, os visitantes voltaram a pontuar, com Anthony e Alex, mas Bennett recuperou a liderança para sua equipe ao final da parcial, 45 a 44.

 

  Assim como em grande parte da partida, as defesas acabaram se destacando em relação aos ataques na primeira metade da parcial, que só foi movimentada em bandeja de Stefano e lance livre de Arthur. Para resolver o problema de criação, Bauru contou com Alex. Distribuindo assistências na medida para Renan e Anthony, o Brabo colocou o Dragão no jogo, devolvendo tranquilidade à todo o quinteto. Com a confiança renovada, Bauru se soltou e pontuou com todo o quinteto, abrindo doze pontos após infiltração de Isaac e gancho de Hettsheimeir. Pressionado, o Pinheiros tratou de acelerar o jogo, com Bennett apostando na individualidade para reverter a situação nos minutos finais, mas os visitantes foram precisos na marcação sobre o americano e na linha do lance livre, selando à classificação, 62 a 53.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo