Bauru vence duelo acirrado contra o Campo Mourão e se mantém na liderança

09/11/2017

Bauru e Campo Mourão vieram para a segunda rodada fortalecidos pelas vitórias significativas que tiveram na abertura da décima edição do NBB. E o que protagonizaram em Lençóis Paulista, cidade vizinha de Bauru, foi exatamente o que se esperava. Em um duelo acirrado, o Dragão venceu o esquadrão mourãoense por 82 a 80.

 

Durante grande parte do duelo, os mandantes estiveram à frente no marcador. Liderados por Kendall Anthony e Alex Garcia, Bauru se impunha dentro de sua casa provisória, mas sempre que abria certa vantagem, Emerson parava o jogo e recolocava o Campo Mourão nos eixos. Essa tônica se manteve até o final do duelo, já sem a presença do treinador, excluído com duas faltas técnicas.

 

Referência da equipe dentro de quadra, Alex se aproximou de um triplo duplo (Victor Lira/Bauru Basket).

 

Além disso, o jogo ficou marcado pela distribuição de jogo. Tanto os paulistas, quanto os paranaenses contaram com a colaboração efetiva de quatro ou cinco jogadores, tendo cada um deles, um momento de destaque ao longo da partida. Esse cenário foi fundamental para que o nível do duelo não caísse em nenhum momento.

 

Duda Machado, por exemplo, veio do banco e se tornou o segundo maior pontuador da equipe, com 16 pontos, sendo doze deles na linha dos três pontos. Ao final da partida, o jogador comentou sobre o primeiro contato com a torcida bauruense, ainda que o jogo não tenha sido no Panela de Pressão (Bauru ainda tem dois jogos para cumprir longe de casa).

 

“Não existe jogo fácil dentro do NBB. Eles viam de um resultado importante, mas tentamos nos impor desde o início. Tivemos altos e baixos dentro da partida, mas soubemos fechar o jogo. Não é a mesma coisa de jogar no Panela, mas fomos bem recebidos aqui, torcida apoiou o tempo todo e isso contribuiu muito para nossa vitória.”

 

Ex-jogador do Bauru, Thiago Mathias não esteve em seus melhores dias essa noite. Entretanto, o pivô criado em Campo Mourão, ressaltou a força da equipe, que antes do confronto diante do Dragão, havia vencido Franca, dentro do Pedrocão.

 

“Muitas pessoas acham que o Campo Mourão vai lutar apenas para não cair, mas não, nosso objetivo é muito maior. Queremos classificar para os playoffs, entre os oito primeiros para ficar numa boa situação. Estou sonhando há algum tempo com o primeiro jogo em casa, porque é uma cidade que eu moro, aonde eu nasci para o basquete. Estou com expectativas de fazer um grande jogo lá.”

 

Como lembrado por Mathias, Campo Mourão faz sua estreia em casa na próxima terça-feira, diante do Minas. Já o Bauru, líder isolado da competição com duas vitórias, segue longe de casa, mas dessa vez na condição de visitante, já que quarta terá pela frente o Caxias do Sul. 

 

O JOGO

 

Logo no início do jogo foi possível ver qual seria a tônica da partida. Bauru e Campo Mourão, ainda se ambientando ao Ginásio Tonicão, aceleravam as ações, brigando por cada posse de bola. A equipe visitante até chegou a liderar a partida, em ataques precisos da experiente dupla formada por Hélio e Márcio. Mas aos poucos, Bauru foi entrando na partida com os rebotes capturados por Shilton. A virada bauruense veio após arremesso de três pontos de Anthony e bandeja de Renan, bem servido pelo armador norte-americano. Depois de alguns minutos de pouca alteração no marcador, Campo Mourão chegou a beliscar o empate em bola de fora de Jamail e lances livres de Pastor, mas Jau e Hettsheimeir responderam rapidamente, devolvendo a liderança ao Dragão, 19 a 14.

 

Depois de uma partida discreta em São Paulo, Hettsheimeir anotou 15 pontos diante dos paranaenses (Victor Lira/Bauru Basket).

 

O jogo seguiu movimentado no começo do segundo período. O Campo Mourão chegou a se aproximar em bola de segurança de Hélio e arremesso de Jamail na zona morta, mas o Dragão acertou a defesa e voltou a desgarrar no marcador em contragolpe de Duda e duas jogadas consecutivas de Hettsheimeir, que depois de enterrar, ainda anotou bola de três pontos. Valente, o time paranaense montou uma recuperação escorado na individualidade de sua dupla de armadores, Brown e Helio, e nas jogadas que colocavam César diante de um marcador mais baixo dentro do garrafão. Brown, por sinal, até tentou chamar a atenção de seus companheiros diversas vezes para as jogadas envolvendo Anthony. Mas não adiantou. O camisa 0 bauruense costurou a defesa mourãoense e manteve o atual campeão brasileiro à frente ao final da primeira etapa, 37 a 36.

 

Na volta para o segundo tempo o duelo ganhou um confronto particular. Se de um lado o Campo Mourão contava com a pontaria calibrada de Brown e Jamail, incisivos no ataque mourãoense; o Bauru respondia com seu capitão, Alex Garcia. Assim, os times foram trocando cestas e se alternando na liderança do placar. Quando Bauru acertou a marcação sobre a dupla norte-americana, pôde sair em velocidade, explorando a força de seu contragolpe, que quase sempre encontrava alguém bem posicionado na linha dos três pontos. Com uma sequência de bolas certeiras de Duda e Anthony no perímetro, o Dragão voltou a ter o controle de jogo. Os visitantes até tentaram se recuperar, com boas trocas de passes, mas Bauru foi preciso no tempo de bola e distribuiu tocos com Duda e Jaú. Duda, por sinal, estava pegando fogo. Foi ele que, quase do meio da quadra, converteu mais uma bola de três pontos, no estouro do cronômetro, 65 a 55.

 

Como de costume, Anthony foi o maior pontuador bauruense, com 17 tentos (Victor Lira/Bauru Basket).

  

O início promissor de último período deu a falsa impressão de que a partida se resolveria rapidamente à favor dos donos da casa, mas não foi isso que aconteceu. Ainda nos primeiros minutos, Bauru abriu sua maior vantagem no marcador, após bola de três pontos de Jau, seguida de lance livre de Hettsheimeir, proveniente de falta técnica de Emerson de Souza, expulso pela segunda infração por reclamação. Logo após a exclusão do treinador, César assumiu a liderança da equipe dentro e fora de quadra. A reunião, à beira da quadra, foi só um detalhe perto do que o ala-pivô fez com a bola rolando. Experiente, César incomodou a defesa bauruense com presença dentro da área pintada. Entre um ponto aqui, outro ali, o jogador foi comandando a reação mourãoense, que foi cortando a desvantagem no marcador até ficar apenas um ponto atrás, em contragolpe puxado por Jamail, aproveitando erro de passe bauruense. Pressionado, Bauru voltou a pontuar e ficar em situação confortável, em jogadas individuais de Duda e Anthony. No final, já com o cronômetro zerado, Campo Mourão ainda descontou na linha do lance livre, 82 a 80.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados