Partidas equilibradas movimentam noite de terça

15/11/2017

Não é novidade para ninguém que o NBB tem se tornado cada vez mais interessante pelo equilíbrio dentro de quadra. A cada dia é possível ver equipes de diferentes realidades travando duelos quentes, decididos apenas nos instantes finais. E ontem não foi diferente. Os três jogos que movimentaram a noite foram recheados de emoções.

 

Na primeira partida da noite, o Paulistano conheceu sua primeira vitória na competição, se reabilitando das duas derrotas, ao bater o Flamengo, que fazia sua estreia, por 72 a 67. O campeão paulista ficou à frente do marcador durante toda a partida graças a boa movimentação de bola (21 assistências) e poderio na linha dos três pontos (10 bolas convertidas).

 

Lucas Dias aproveitou bem os espaços deixados pelo Flamengo e anotou 11 pontos (William Oliveira/Paulistano).

 

O rubro-negro passou o confronto todo na cola, mas não teve força para virar a partida em nenhum momento, evidenciando o momento conturbado que vive nesse início de temporada. Apesar de ser a primeira partida do clube nessa décima edição do NBB, o time havia sido eliminado da Liga Sulamericana dentro de casa após perder para o Estudiante e para o Pinheiros.

 

E por falar no Pinheiros, o time de César Guidetti também levou a melhor no duelo entre paulistas e cariocas na noite de ontem. Jogando na capital fluminenese, bateu o Vasco da Gama pelo placar de 82 a 71, estreando em grande estilo no campeonato nacional.

 

Diferentemente do duelo entre Paulistano e Flamengo, Vasco e Pinheiros fizeram uma partida com mais alternativas, já que desde o início vinham se alternando na liderança do marcador, deixando o duelo com a cara de um jogo de xadrez. O Vasco apostava no poder de fogo de seus principais atletas no perímetro, já o Pinheiros priorizava as bolas de segurança de seus pivôs.

 

Com 21 pontos, Arthur Bernardi e David Jackson foram os cestinhas da partida (Paulo Fernandes).

 

Depois de muito equilíbrio, o Pinheiros controlou melhor as investidas nos minutos finais, desgarrou no marcador e assegurou a vitória com grande participação de Holloway, até então discreto na partida.

 

Mas a melhor partida da noite aconteceu no Ginásio Berin Carolo, em Campo Mourão. O time da casa e o Minas fizeram uma partida equilibrada, cheia de reviravoltas, que acabou com triunfo dos visitantes pelo placar de 77 a 69.

 

Apesar do triunfo do time mineiro, foram os mourãoenses que iniciaram a partida melhor. Com boa participação de Pastor e Márcio, o time da casa foi logo tomando conta do jogo, mas o desempenho individual de Roquemore mantinha o rival muito próximo do marcador, evitando que os mandantes desgarrassem no placar.

 

Quando César se tornou mais uma arma ofensiva do Campo Mourão, a equipe de Emerson de Souza chegou a abrir sua maior vantagem na partida, de onze pontos, ao final do terceiro quarto. Mas dali para frente o Minas não tomou conhecimento e foi impecável na última parcial para sair de quadra com o resultado positivo.

 

Além das bolas de três pontos de Roquemore, Teichmann e Wesley foram vitais para a recuperação dos visitantes, que somente no último quarto anotaram 30 pontos, contra apenas 13 dos donos da casa, fechando a partida em 77 a 69.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo