Equilíbrio: NBB10 por 10 pontos

26/11/2017

É apenas o início do Novo Basquete Brasil, mas já é possível ver porque cada ano que passa a competição fica ainda mais equilibrada, independentemente das diferentes realidades financeiras em que vivem os clubes. Vale lembrar que a disparidade poderia e deveria ser menor, afim de assegurar a continuidade dos projetos e fortalecimento do basquete nacional.

 

Dezessete dos vinte e seis jogos (65%) disputados nesse início de competição foram extremamente equilibrados, sendo decididos apenas nos minutos finais por uma margem pequena, inferior ou igual a dez pontos

 

Esses dados mostram a força do campeonato, onde equipes com menores investimentos tem se reinventado taticamente para bater de frente com os favoritos, conseguindo grandes vitórias dentro e fora de casa, proporcionando o que alguns chamam de zebras.

 

 Aplicado taticamente, Caxias perdeu apenas uma vez, para o Franca, na prorrogação (Divulgação).

 

Não faltam exemplos para elucidar essa igualdade. Grata surpresa da temporada passada, o Campo Mourão sofreu com problemas financeiros e chegou a ter a continuidade do projeto ameaçada, mas logo nas duas primeiras rodadas fez grandes jogos contra o Franca e o Bauru, vencendo no Pedrocão e perdendo por apenas dois pontos para o campeão brasileiro na sequência. Na volta para casa, o time vivia a expectativa de conquistar pontos importantes, mas os mourãoenses sucumbiram diante do Minas, Flamengo e Caxias.
 

Questionado pela derrota dentro de casa e pela perda do título estadual, o Franca se recuperou em grande estilo na segunda rodada do campeonato brasileiro. No reencontro com o Paulistano, se "vingou" do algoz com uma vitória avassaladora, por 24 pontos de diferença. Mas no jogo seguinte, a equipe, que vinha fazendo um bom primeiro tempo, sofreu uma virada histórica do Joinville, deixando escapar um triunfo que parecia assegurado.

 

Atual campeão do NBB, o Dragão começa a se encontrar enquanto equipe, já que algumas peças chegaram após a disputa do estadual, deixando claro os objetivos do Bauru nessa temporada. Defendendo o título brasileiro, iniciou a competição conquistando vitórias magras, mas importantes, sobre o Paulistano e o Campo Mourão. Os paulistas pareciam que iriam engatar o terceiro resultado positivo, mas tiveram dificuldades para fechar o jogo diante do Caxias, sofrendo a virada nos últimos segundos, em bola de três pontos de Cauê.

 

Somente diante do Joinville, Dragão conseguiu traduzir superioridade técnica com placar elástico (Victor Lira). 


Depois de belas campanhas nos dois últimos anos, Cearense e Vitória ainda não venceram nessa temporada. Prejudicados pelo baixo nível técnico de preparação para o NBB, ainda não demonstraram todo seu potencial, embora tenham recursos para isso, como pôde ser visto em alguns momentos dos confrontos.

 

Apesar dos resultados apontarem um começo irregular dos times, principalmente do Carcará, a diferença no marcador foi construída apenas nos últimos minutos, quando a equipe acelerou o jogo tentando se aproximar mas viu o rival consolidar o triunfo, diminuindo o número de jogos que fazem parte dessa análise. 

Para corroborar, o Leão perdeu as duas partidas exatamente pelo mesmo placar, de 80 a 75, para o Mogi e a Liga Sorocabana, que figura próxima do G4 por conta dos triunfos diante das equipes nordestinas.

Mas engana-se quem pensa que apenas equipes que tiveram uma oscilação encontraram dificuldades até aqui. Até mesmo os líderes invictos, Mogi e Pinheiros enfrentaram resistência dentro das partidas, inclusive para o Botafogo, que não teve um começo de competição animador, com apenas uma vitória em quatro jogos disputados.

 

 Líderes invictos não tem tido vida fácil no NBB (Thierry Gozzer).


Portanto, será cada vez mais necessário que os times tenham a concentração e intensidade para pensar em uma partida de cada vez. Só assim poderão fazer grandes jogos e alcançar seus objetivos, seja lá quais forem (liderança, G4, playoffs ou luta contra o rebaixamento).

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags