Vitória vence, se aproxima do Pinheiros e aumenta sequência negativa do rival

19/01/2018

O Vitória conquistou um importante resultado para a sequência do campeonato. Jogando mais uma vez ao lado do seu torcedor, venceu o duelo diante do Pinheiros, por 79 a 76, em partida válida pela primeira rodada do segundo turno.

 

Mas para sair de quadra vencedor, o rubro-negro teve soar, e não foi pouco. Isso porque o Pinheiros começou a partida melhor, tendo o controle do jogo na primeira metade, onde brilhou a estrela dos norte-americanos Holloway e Ware.

 

Enquanto o primeiro encontrava facilidade para infiltrar e pontuar em bolas de segurança, ou até mesmo na linha do lance livre, o segundo mostrou pontaria certeira no segundo quarto, principalmente no perímetro, dando mais uma opção ofensiva à Cesinha. Do outro lado, Kurtz e André Góes lutavam, mas sem o encaixe necessário, não conseguiam construir uma recuperação.

 

Na volta para a etapa complementar, o Vitória intensificou a pegada defensiva, para lançar mão do jogo de transição, marca registrada da equipe, mas que não tinha funcionado até então. Assim, retomou a liderança nos primeiros minutos do segundo tempo, com participação decisiva de Dawkins e Maique.

 

Dali em diante o jogo ganhou emoção. Embora o equilíbrio tenha sido a tônica do duelo, desde as primeiras ações, foi a partir do terceiro quarto, que os rivais trocaram cestas e, com isso, se alternaram na liderança do marcador.

 

Aos poucos, outros nomes foram surgindo, como os dos armadores Okorie e de Bennett, mas sempre que um deles aparecia, o outro ia lá e descontava, deixando a partida aberta até a metade da última parcial.

 

 Com 17 pontos, Okorie foi o cestinha do Leão na partida (Reprodução/NBB).

 

Foi então que o rubro-negro se aproveitou da melhor organização defensiva e controle emocional para garantir o resultado positivo. À frente no placar, sustentou dois ataques consecutivos do rival, que na ânsia de recuperar duas posses de bola, excedeu na força, foi penalizado com duas faltas antidesportivas e viu os mandantes abrirem sete pontos de vantagem na linha do lance livre.

 

O clube da capital paulista até chegou a baixar a diferença para três pontos, mas preocupado com o critério de desempate, optou por não fazer a falta e sim tentar recuperar a posse de bola, que não aconteceu por conta da bela troca de passes do Vitória.

 

O triunfo é de extrema importância para o Leão, não apenas pela pronta recuperação após a derrota para o Flamengo, mas por se tratar de confronto direto entre duas equipes que estão próximas na tabela de classificação.

 

Já para o Pinheiros, o resultado adverso amplia ainda mais a sequência negativa da equipe. Depois de ótimo de NBB, em que chegou a liderar a competição, o time caiu de produção, deixou o G4 e agora está a quatro jogos sem vencer.

 

Com a vitória dessa noite, o rubro-negro chega agora a 8 partida vencidas em 15 disputadas (8º), duas posições abaixo do Pinheiros (6º), que soma um triunfo a mais nos mesmos quinze jogos. Entre eles aparece o Caxias, sétimo colocado, que possui um duelo a por fazer.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags