Avassalador no segundo tempo, Bauru se recupera diante do Campo Mourão

23/01/2018

O Bauru Basket se recuperou da derrota para o Paulistano em grande estilo. Fechando a maratona de três jogos longe de casa, venceu o Campo Mourão com propriedade, pelo placar de 97 a 59, pela segunda rodada do returno do Novo Basquete Brasil.

 

Apesar do placar elástico, o Dragão passou por algumas dificuldades no começo do jogo. Imprimindo um ritmo forte, os donos da casa chegaram a abrir doze pontos de diferença no primeiro quarto. Mas após o tempo técnico pedido por Demétrius, Bauru corrigiu o sistema defensivo e teve o contragolpe a seu favor.

 

Tanto nas jogadas de transição, quanto nas tramas de cinco contra cinco, o time do interior paulista mostrou inteligência, criando espaços, procurando e respeitando o momento de cada companheiro dentro da partida.

 

Assim, foi possível ver o aspecto coletivo funcionar, sem tirar o brilho individual dos jogadores, como dos líderes da equipe, Alex Garcia (foto) e Hettsheimeir. Com 15 pontos e 11 assistências, o Brabo foi o jogador mais eficiente do confronto, seguido de perto pelo pivô, autor de 23 pontos nessa noite.

 

 

Mas não foram apenas os medalhões que estiveram em alta. Formados na base do clube, Jaú e Maikão entraram muito bem. Jaú teve mais tempo de jogo, sendo decisivo na melhora defensiva da equipe. Maikão, voltando de lesão, entrou nos minutos finais, mas foi dominante no garrafão, anotando 10 pontos.

 

Por falar em eficiência, Bauru, por conta da leitura correta e bom manejo de bola, teve alto aproveitamento nos arremessos de quadra. Com 71,4% de precisão nas bolas de segurança, o Dragão dominou a área pintada. Já na linha dos três pontos, o rendimento foi menor, mas tão significativo quanto, 46,7%. 

 

Diante de todas essas circunstâncias, o Campo Mourão nada pôde fazer para conter o poderio do rival. Mesmo atuando em casa, não conseguiu acompanhar o ritmo a partir do segundo tempo e viu o duelo equilibrado do primeiro tempo, se tornar um passeio na etapa complementar.

 

Com o triunfo em terras mourãoenses, Bauru soma agora a décima primeira vitória em dezesseis jogos, continuando a caça ao G4, que tem como último integrante o Franca, que possui um triunfo a mais. Já o time do sul do país segue amargando a lanterna da competição, com apenas duas vitórias em dezesseis duelos.

 

O JOGO

 

A partida entre Campo Mourão e Bauru Basket começou equilibrada, com os mandantes tentando ditar o ritmo de jogo, mas com os visitantes se mantendo próximo do marcador. No entanto, a agressividade dos donos da casa para capturar rebotes, sobretudo ofensivos, com Cesar, permitiu que a equipe tivesse mais volume de jogo, abrindo, assim, doze pontos de vantagem em arremesso de três pontos de Brown e bola de segurança de Mathias, ex-jogador do Bauru.

 

A recuperação bauruense dentro da parcial passou pelas mãos de Alex Garcia e pela entrada de jogadores da segunda unidade. Assumindo a responsabilidade de organizar a equipe, Alex teve inteligência para encontrar Shilton, Osvaldo e Stefano, contabilizando seis assistências e diminuindo a desvantagem do Dragão ao final do primeiro quarto, 23 a 18.

 

O jogo ficou ainda mais propenso ao Bauru no começo do segundo período. Com uma formação disciplinada taticamente, os paulistas protegeram muito bem o seu miolo defensivo, aproveitando das jogadas em transição, que culminaram com dois arremessos de Alex no perímetro, para beliscar o empate, ainda nos dois primeiros minutos da parcial.

 

Diante da crescente vivida pelo adversário, caracterizada na figura do Brabo, Emerson de Souza parou o jogo para realinhar o sistema de jogo da sua equipe. Mas nem com todas as instruções de seu treinador, o Campo Mourão conseguiu contornar a situação. Saindo em velocidade, Alex atuou em parceria com Gabriel Jaú, fazendo com que o Dragão abrisse sete pontos de vantagem. Nos instantes finais, os donos da casa aproveitaram os contragolpes puxados por Giano e Brown, para descontar e ir para o intervalo na cola do rival, 37 a 34.

 

Por conta da aproximação do rival nos minutos finais do primeiro tempo, Bauru veio para a segunda etapa disposto a liquidar a partida, e para isso, contou com um período impecável de todo o grupo, mas em especial de Hettsheimeir. Mostrando todo o repertório que acumulou ao longo das passagens vitoriosas pela Espanha e pelo próprio clube paulista, o pivô dominou a área pintada e foi impecável nos arremessos de fora, contabilizando dezessete pontos, fundamentais para Bauru abrir dezesseis de vantagem na metade da parcial.

 

Enfrentando forte resistência por parte do sistema defensivo bauruense, o Campo Mourão chegou a pontuar, escorado nas bolas de três pontos de Giano e na contribuição de Alemão próximo à cesta. No entanto, Anthony encontrou espaços do outro lado da quadra, para emplacar duas bolas de fora, além de servir Osvaldo, que anotou mais uma do perímetro, fechando o terceiro quarto em 70 a 47.

 

Com o jogo resolvido, Bauru não teve muitas dificuldades no último período. Sem diminuir a intensidade, colocou rapidamente a diferença na casa dos trinta pontos, com os cinco pontos consecutivos do lituano Osvaldo, fruto de rebote ofensivo e de lances livres em falta sofrida no ato do arremesso de três pontos. 

 

No desenrolar do quarto, os técnicos foram dando oportunidade para atletas que costumam ter menos tempo de quadra. Mostrando interesse na partida, Maikão e Wesley travaram um duelo acirrado na área pintada. Entre briga por rebotes e concretização de jogadas, melhor para o pivô bauruense, que anotou dez pontos, dando números finais ao confronto, 97 a 59.

 

 

*Imagem: Victor Lyra/Bauru Basket

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags