Mandantes fazem valer o mando de quadra e se aproximam do pelotão intermediário

O Vasco e o Basquete Cearense contaram com o apoio de suas torcidas, para baterem, o Minas e a Liga Sorocabana, respectivamente. Com o triunfo, os times, que ocupam as últimas posições do grupo de equipes que hoje se classificariam aos playoffs, conseguiram se aproximar um pouquinho do pelotão intermediário.


Na partida de abertura da rodada dupla, o Vasco conquistou uma vitória tranquila sobre o Minas, praticamente de ponta a ponta. O domínio cruz-maltino começou a ficar evidente ainda no primeiro quarto. Distribuindo bem o volume de jogo, que priorava as bolas de segurança e a busca pelo companheiro melhor posicionado, o Vasco abriu logo de cara quinze pontos de vantagem.


Dali em diante, o Minas passou o jogo todo tentando se aproximar. Mas sempre que os comandados de Espiga encaixavam uma boa sequência, valendo-se da velocidade na transição, Nezinho ou Lucas Mariano encaçapavam duas bolas consecutivas, jogando um balde de água fria nos mineiros.


Assim, o Gigante da Colina precisou apenas administrar a gordura no marcador, para sacramentar o triunfo por 70 a 54, retomando o caminho das vitórias depois de três derrotas consecutivas, para Bauru, Franca e Caxias. Em termos de posicionamento, pouca cousa mudou, já que o clube permanece na décima primeira colocação, com 5 resultados positivos em 15 confrontos.


Já o Minas, que acumula agora a terceira derrota seguida, também não sofreu perdeu posições com mais um revés. O mau momento, entretanto, faz com que o clube de Belo Horizonte permaneça na nona colocação, com sete vitórias em quinze partidas, posição que o levaria decidir a vaga nas quartas de final sem o mando de quadra.


David Jackson foi reintegrado após mudança na presidência cruz-maltina (Diego Maranhão/Tabela Carioca).


Na partida de fundo, Cearense e Liga Sorocabana fizeram um duelo parecido, porém mais equilibrado. Direcionando as jogadas para o pivô Leozão, que fez ótima parcial, os mandantes largaram na frente, mas seguidos de perto pelo rival, que contava com a dobradinha entre os americanos Cook e Brite.


O controle de jogo começou a ficar mais claro apenas no segundo período, quando a marcação sobre Brite funcionou melhor, assim como o jogo coletivo do Carcará. Além de Leozão, que seguiu doutrinando na área pintada, o time de Bial também pontuou com Paulinho e Sualisson, abrindo doze pontos de vantagem.


Na volta do intervalo, brilhou a estrela de Crescenzi. Impecável nos arremessos de três pontos, o ala recolocou a Cavalaria no jogo, baixando a diferença para apenas quatro pontos. Mas não demorou muito para Leozão voltar a aparecer, resolver a parada e se aproximar do seu próprio recorde de eficiência da temporada.


Com 29 pontos em 34 tentados, além de 13 rebotes, o jogador do Carcará alcançou 42 pontos de eficiência e foi o grande nome da equipe no triunfo sobre a Liga Sorocabana, por 83 a 64. Vale lembrar que diante do Joinville, Leozão computou 46 de eficiência, recorde da atual temporada.


O resultado positivo aproxima o Basquete Cearense, décimo colocado, do Minas, que está uma posição acima. Com seis vitórias em quinze jogos (sendo três delas consecutivas), está apenas um triunfo de igualar a campanha do rival de Belo Horizonte.


Já o time de Rinaldo amargou a décima segunda derrota consecutiva, permanecendo na décima terceira colocação, com apenas duas vitórias em quatorze jogos, a frente apenas de Botafogo e Campo Mourão.


Postagens Recentes
Arquivo
Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados