Bauru assegura classificação na Liga das Américas com vitória tranquila sobre Correcaminos

11/02/2018

O Bauru Basket está classificado para a próxima fase da Liga das Américas. Depois de vencer a equipe do San Salvador na estreia, o Dragão bateu o Correcaminos por 74 a 50, assegurando a classificação com o triunfo, do também classificado, Guaros de Lara sobre a equipe de El Salvador, por 94 a 73, no primeiro jogo da noite.

 

Assim como na primeira partida, Bauru teve o controle da partida durante praticamente todo o confronto, embora no primeiro tempo, em especial no segundo quarto, tenha sido de maneira mais sútil. Cestinha da partida ao lado de Renan, Anthony comentou sobre a mudança de postura na etapa complementar e a partida de amanhã, diante do Guaros.

 

"Nós voltamos mais focados, mais ligados na defesa, isso fez com que eu e meus companheiros jogassem bem. Amanhã jogaremos fortes, agressivos, em busca da vitória, como todos os outros jogos."

 

Com velocidade na transição, assistências e 21 pontos, Anthony ditou o ritmo de jogo bauruense (Victor Lira/Bauru Basket). 

 

Reforçando a visão do armador, Demétrius também ressaltou que a manutenção da aplicação defensiva, que já era intensa na primeira metade, aliada a melhor leitura de jogo na contra-ofensiva foi determinante para que a superioridade técnica aparecesse. 

 

"No primeiro tempo tomamos 26 pontos e isso já nos mostrava que estávamos no caminho certo. Era questão de ajustar algumas coisas no ataque e nós conseguimos, fazendo boas escolhas. Defensivamente não tem nem o que falar, tomar 50 pontos em um jogo internacional mostra a nossa consistência."

 

O comandante bauruense aproveitou para comentar sobre a superação de todo o elenco, além de garantir que, mesmo que Bauru e Guaros cheguem classificados para o duelo de amanhã (20:15), vai lutar pelo triunfo, pensando no desenvolvimento da equipe diante de um dos adversários mais gabaritados à conquista do campeonato.

 

"A classificação tira um peso da equipe, por tudo que passamos durante a semana. Viemos de duas derrotas, perdemos dois jogadores fundamentais. Entramos no campeonato em um momento tenso. Amanhã vamos entrar em busca do primeiro lugar, mas pode ser que a gente esconda algumas coisas, já que vamos enfrentá-los na segunda fase."

 

 

O JOGO

 

Bauru e Correcaminos vieram para a partida imprimindo um forte ritmo defensivo, causando transtornos aos ataques, que ficaram encaixotados. Prova disso foi que, em mais de três minutos de jogo, apenas os mandantes haviam pontuado, em arremesso de três pontos de Renan.Mantendo a pegada defensiva, mas com mais velocidade na transição, o Dragão conseguiu aproveitar a superioridade numérica e emplacar uma sequência produtiva, mesclando bolas longas de Osvaldo, com ponte aérea de Isaac para Renan, abrindo onze a zero.

 

Tamanha entrega defensiva, levou os adversários a estourarem o limite de faltas coletivas. Dessa maneira, foi comum ver muitas infiltrações que culminaram em lances livres. Só que o aproveitamento dos dois clubes na linha do lance livre não foi nada legal. Ligeiramente superior no fundamento, os visitantes diminuíram a desvantagem com Shannon, 14 a 7.

 

Na volta para o segundo quarto, Bauru voltou com Stefano e Duda dividindo a articulação. Em um primeiro momento, a dupla criou boas situações, abrindo dez pontos de frente após bola de segurança de Maikão. Só que aos poucos, o Correcaminos foi encontrando maneiras e espaços de adentrar ao garrafão bauruense, composto por Maikão e Shilton. Tirando a dupla do setor, conseguiu reduzir a diferença para apenas quatro pontos, com Rodrigues e Tesis.

 

Tentando restabelecer o equilíbrio, Demétrius modificou bastante o quinteto, mas por mais que Anthony tivesse anotado alguns pontos para o Dragão, depois de alguns minutos de pouca eficiência ofensiva, o momento era mesmo do rival. Buscando a todo momento o jogo interno, Gaskins e Grant decretaram o empate parcial por meio de infiltrações, 26 a 26.

 

Os donos da casa voltaram para o segundo tempo mais atentos aos cortes, principalmente de Shannon, tirando o  Correcaminos de sua zona de conforto, levando-o a arriscar tiros de longe. Assim, Bauru assegurou rebotes defensivos que deram a Anthony a possibilidade de partir em velocidade, encontrando Renan em ótimas condições de pontuar. Pontuando a curta, média e longa distância, o ala-pivô contabilizou nove pontos consecutivos, devolvendo o controle de jogo aos mandantes.

 

Crescimento de produção da equipe, coincidiu com de Renan, autor de onze pontos no terceiro quarto (Victor Lira/Bauru Basket).

 

Nem mesmo o tempo técnico pedido pelo técnico Manuel Hussein devolveu aos visitantes a tranquilidade e organização necessária para se recompor . Por mais que o clube tentasse criar boas tramas na contra-ofensiva, o Dragão seguia protegendo muito bem seu garrafão. Cadenciando um pouquinho mais na transição, contou com a pontaria calibrada de Duda e Hettsheimeir na linha dos três pontos, para fechar o terceiro período muito próximo de confirmar a classificação à próxima fase, 51 a 32.

 

A vantagem bauruense, que já era confortável, ficou ainda maior no começo da última parcial. Se no quarto anterior, Anthony apareceu decisivamente na distribuição de jogo, no último período o armador emplacou duas bandejas seguidas de bola do perímetro, colocando a diferença próxima dos trinta pontos.

 

Com o duelo resolvido e o passaporte assegurado, Bauru deu descanso aos principais jogadores, deixando em quadra apenas jogadores da categoria sub19. Sem se deixar levar pela falta de experiência, os garotos mantiveram a intensidade e levantaram a torcida com ponte aérea de Stefano para Maikão, 74 a 50.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags