Liga Sorocabana quebra jejum e vence duelo direto na luta contra o rebaixamento

24/02/2018

Depois de dezenove rodadas, a Liga Sorocabana voltou a provar o sabor da vitória. E que vitória! Jogando no interior do Paraná, a equipe paulista venceu o Campo Mourão, adversário direto na luta contra o rebaixamento, por 76 a 72.

 

Mas esse não foi o único jejum quebrado pelos comandados de Rinaldo na partida dessa sexta-feira (23). O duelo colocava frente a frente dois adversários que apresentavam campanhas extremamente parecidas, mas com suas particularidades. Os mourãoenses não haviam vencido em casa, e a Cavalaria não tinha triunfado longe de seus domínios.

 

Para romper com a escrita, a Liga Sorocabana contou com partida segura do sistema defensivo e da dupla formada por Crescenzi e Mineiro. A combinação permitiu aos paulistas dominarem o duelo, mas como nem tudo são flores, ainda mais para quem enfrenta sérios problemas na temporada, a vitória quase escapou das mãos da Cavalaria.

 

Mineiro, ao fundo, deixou a quadra com um duplo-duplo, 14 pontos e 14 rebotes (Reprodução/NBB).

 

Com uma nova configuração tática, mas sobretudo, com mudança de postura dentro de quadra, o Campo Mourão voltou diferente para o último período e, de pouquinho em pouquinho, foi encostando no marcador. A crescente inflamou a torcida e permitiu aos donos da casa ter a bola do jogo por duas oportunidades. Principal nome da recuperação mourãoense no duelo, Giano desperdiçou os arremessos.

 

Assim, foi premiada a equipe que apresentou mais consistência dos dois lados da quadra, superando suas limitações, o aspecto psicológico negativo decorrente do mau momento e um adversário duro, que atuava dentro do seus domínios, por mais que em casa não tenha vencido ainda.

 

Com o triunfo no confronto direto, a Liga Sorocabana chega a terceira vitória em vinte e dois jogos, e passa a lanterna da competição para o próprio Campo Mourão, que tem o mesmo número de vitórias mas possui uma partida a mais. No entanto, os rivais seguem dentro da zona de rebaixamento, ainda distantes de Joinville e Botafogo, primeiras equipes fora da zona.

 

O JOGO

 

Pressionados pela temporada ruim que os colocam nas últimas duas posições do NBB, Campo Mourão e Liga Sorocabana, tiveram um início de partida nervoso, com pouca movimentação e baixa confiança nos arremessos de quadra. Aos poucos, os rivais foram se soltando e superando as dificuldades através das jogadas de segurança entre seus armadores e seus pivôs, no tradicional pick-and-roll.

 

Depois de muitas trocas de cestas entre os adversários, a Cavalaria sustentou o trabalho do rival por três oportunidades, aproveitando da individualidade de Brite e do arremesso certeiro de Crescenzi, para recuperar a liderança e fechar o primeiro quarto em vantagem, 19 a 14.

 

No segundo período, o equilíbrio ficou de lado. Muito mais agressiva na marcação, a Liga Sorocabana assegurou rebotes importantes e recuperou nada mais, nada menos, que seis bolas, tendo assim, o contragolpe a seu favor. Em superioridade numérica e impulsionado pela liderança da dupla Crescenzi e Brite, os visitantes colocaram a diferença em quatorze pontos, ainda nos primeiros minutos da parcial.

 

 

Diante da boa proteção dos paulistas na área pintada, os mandantes passaram a arriscar de longe, e tiveram certo sucesso, já que Giano, Pastor e Mathias converteram bolas de três pontos. No entanto, o rival mantinha a consistência ofensiva, pontuando na linha do lance livre com Lucão e Mineiro, indo para os vestiários com uma margem segura, 39 a 30.

 

O começo do segundo tempo vinha se caracterizando pelo equilíbrio, com as duas equipes apostando em estratégias diferentes. Mais organizado, a Liga Sorocabana pontuava com mais facilidade, próximo à cesta, com Crescenzi e André. Já o Campo, quase sempre no estouro do cronômetro, encontrava arremessos do perímetro com Giano e César, para evitar que os paulistas desgarrassem novamente.

 

Mas não teve jeito. Dominando os rebotes ofensivos (chegou a capturar cinco na mesma jogada), a Cavalaria logo recolocou a diferença próxima dos quinze pontos, obrigando Emerson a parar o jogo. Após algumas modificações, dentre elas a entrada de Jamail, os donos da casa emplacaram boa sequência nos arremessos de três pontos, mas a inoperância defensiva, evitou uma real aproximação. Encontrando espaços no miolo do garrafão, Luiz e Mineiro combinaram para oito pontos mantendo a diferença na casa dos dígitos duplos, 63 a 49.

 

A partida, que até então estava toda a feição da Liga Sorocabana, acabou tomando um novo rumo no último período. Com uma nova configuração tática, formada por uma trinca de armadores, o Campo Mourão passou a proteger seu garrafão de infiltrações e cuidou melhor da posse de bola, aproveitando os contragolpes puxados por Brown e finalizados por Wesley, para diminuir a desvantagem praticamente pela metade e voltar ao jogo.


Sem a mesma liberdade na articulação, a Cavalaria não encontrava maneiras de pontuar e via a diferença escorrer pelas mãos. Em meio a coletividade dos mandantes, brilhou a estrela de Giano. Depois de bons trabalhos defensivos, mas com pouca tranquilidade de seus companheiros no ataque, o ala-armador emplacou arremesso longo, seguido de infiltração, baixando a desvantagem para cinco pontos, a pouco menos de quatro minutos para o final do confronto.

 

 

Com a cabeça no lugar, a Liga Sorocabana parecia sustentar a diferença com tranquilidade, graças a prestação de Mineiro nas duas áreas pintadas e a jogada individual de Cook, mas Giano apareceu novamente. Primeiro ele puxou contragolpe, rodou a bola que encontrou Jamail, livre no perímetro. Depois, na reposição de bola, levou o adversário ao erro, recuperando a posse a favor da sua equipe. No entanto, o jogador teve duas oportunidades de sacramentar a virada, mas falhou nos dois arremessos e viu Crescenzi dar números finais à partida na linha do lance livre, 76 a 72.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados