Bauru é amplamente dominado pelo Regatas e fica em situação delicada na Liga das Américas

10/03/2018

Foi uma noite para a comunidade bauruense esquecer. Atuando muito abaixo do seu padrão tático e técnico, o Bauru Basket foi presa fácil para o Regatas Corrientes. Sem maiores dificuldades, os mandantes venceram a partida por 92 a 84, dando importante passo por uma das vagas ao Final Four.

 

Apesar do Bauru largar na frente, foi o Regatas quem ditou o ritmo do confronto, do começo ao fim. Muito mais disciplinado e agressivo nos dois lados da quadra, colocou a diferença na casa dos dígitos duplos ainda no segundo quarto, aproveitando os espaços deixados pela defesa bauruense dentro do garrafão.

 

O Dragão passou todo o duelo tentando se recuperar e, por vezes, conseguia diminuir a desvantagem, quase sempre na individualidade de Anthony e Alex. No entanto, em nenhuma dessas curtas sequências positivas, Bauru chegou a incomodar.

 

Alex terminou a partida com 21 pontos, mas a falta de apoiadores na ala, problema recorrente na temporada, minou a produção ofensiva da equipe (Victor Lira/Bauru Basket).

 

Dessa maneira, o Regatas seguiu doutrinando na área pintada. Capturando praticamente o dobro de rebotes do rival (41 a 22), praticamente liquidou a partida ao final do terceiro período, quando abriu incríveis vinte e um pontos de frente, em atuação impecável de Quinteros e Thomas. Apesar do desempenho da dupla, é importante ressaltar a participação coletiva da equipe, muita mais efetiva que a do Dragão.

 

Aquela altura, uma virada seria utópica. Assim, Bauru se encarregou de apresentar, ao menos na última parcial, um basquete consistente, que lhe fizesse terminar o duelo ainda com chances de classificação. Como o Guaros acabou superado na preliminar, pelo Estudiantes, o cenário do grupo se modificou, dando a possibilidade de um tríplice empate.

 

Defendendo de maneira mais equilibrada, sobretudo em relação aos cortes, o time brasileiro teve o contragolpe a seu favor. Aproveitando a verticalidade de Anthony e Alex, o Dragão foi cortando drasticamente a diferença no marcador. Atuando contra o relógio, Bauru não teve tempo de recuperar a partida ruim que fez e buscar a vitória, mas, ao menos, terminou a partida com uma desvantagem menor, 92 a 84.

 

Agora a equipe não pode mais se dar o direito de tropeçar, já que isso acabaria com as chances de classificação. Amanhã, diante do Guaros, e domingo, frente ao Estudiantes, terá de apresentar uma defesa mais segura, um estilo de jogo mais colaborativo, para superar os rivais e se aproximar da classificação, que também depende de outros resultados.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo