Bauru elimina o Guaros e segue vivo na Liga das Américas

11/03/2018

Um Bauru diferente, que lembrou sim da atuação atípica de ontem, mas de maneira positiva. Tirando muitas lições da derrota para o Regatas Corrientes, o Dragão mostrou a força do seu elenco e conseguiu fazer história ao derrotar e eliminar o Guaros de Lara, por 81 a 77, para se manter vivo na Liga das Américas.

 

Essa é a primeira vez que um clube, de qualquer nacionalidade, consegue eliminar os venezuelanos depois de todos os investimentos feitos pela diretoria da equipe. Com um elenco experiente, recheado de opções e base da seleção nacional, o Guaros dominou a América nos últimos dois anos, faturando por duas vezes a Liga das Américas, além de conquistar a Liga Sulamericana nesse ano. Vice-campeão da Sulamericana, o Estudiantes também contribuiu com a façanha ao derrotar o adversário na noite de ontem.

 

Para conseguir tal feito, Bauru lançou mão de suas principais armas. Voltando a defender com intensidade, tirou o rival de sua zona de conforto, o que diminuiu o aproveitamento dos arremessos de quadra. Assegurando o rebote, um dos pontos negativos de ontem, o Dragão pode atuar dentro do seu sistema de jogo, como reforça Alex.

 

"Foi um jogo de tudo ou nada, já que os dois times perderam na primeira rodada. Viemos pressionados para ter a chance de classificação. Fomos bem principalmente a partir do terceiro quarto. Conseguimos boas recuperações de bola, fazer uma boa defesa e nos aproveitamos do cansaço do time do Guaros. Amanhã é mais um tudo ou nada e vamos focados."

 

Com a bola em mãos, aproveitou do vasto repertório de Alex Garcia e Rafael Hettsheimeir, principais nomes da equipe ao longo da temporada e do jogo dessa noite. Distribuindo o volume de jogo entre bolas de três pontos, bandejas e lances livres, a dupla ditou o ritmo do Bauru e, consequentemente, da partida.

 

Mr Liga das Américas, Alex se aproximou de um triplo duplo: 16 pontos, 8 rebotes e 8 assistências (Victor Lira/Bauru Basket).

 

Além do desempenho do Brabo e de Hettsheimeir, o Dragão contou com papel fundamental de sua segunda unidade. Apesar do Duda e do Isaac terem entrado bem no final do primeiro e do segundo tempo, o destaque maior vai para os jovens formados no clube. Com muita naturalidade, Stefano, Jaú e Maikão chamaram a responsabilidade e foram preponderantes no triunfo.

 

Enquanto o argentino auxiliou Alex na articulação das jogadas, os pivôs protegeram muito bem o miolo defensivo bauruense das infiltrações do rival, que só conseguiu executá-las nos primeiros minutos, com Colmenares. Maikão ainda apareceu de maneira efetiva na pontuação, anotando dez tentos.

 

Com a vitória sobre o Guaros, Bauru segue com chances reais de classificação ao Final Four da Liga das Américas. Para confirmar a classificação, precisa vencer o Estudiantes amanhã, às 19:15, novamente com transmissão do site do SporTV (sportv.com).

 

O JOGO

 

O Guaros de Lara começou a partida mais ligado. Com mais intensidade, recuperou duas bolas e aproveitou a individualidade de Colmenares para abrir sete a zero, em menos de dois minutos. Aos poucos Bauru foi se encontrando, sobretudo no ataque, aonde conseguia machucar a defesa adversária, descontando a vantagem do adversário e também pendurando alguns jogadores.

 

Mas defensivamente, ainda cometia algumas falhas, sobretudo na linha dos três pontos. Com liberdade, Toure e Vargas converteram arremessos do perímetro, colocando a diferença em oito pontos. A sequência mexeu com a equipe bauruense. Intensificando a marcação e contando com grande contribuição de Alex e Hettsheimeir, autores de quinze pontos na parcial, o Dragão diminuiu o prejuízo parcial ao final do primeiro quarto.

 

A melhora bauruense ficou evidenciada no segundo período. Logo na primeira movimentação, o time brasileiro passou à frente, explorando o vigor físico de Maikão, que entrou muito bem no duelo. Mas não demorou para o Guaros retomar a liderança e o controle do jogo. Liderado por Colmenares, agressivo e preciso em suas infiltrações, os venezuelanos abriram quatro pontos de vantagem.

 

Bauru não se abateu e foi buscar o resultado parcial. Ainda que deixasse espaços na linha dos três pontos, não aproveitado pelo rival, o Dragão emplacou boa sequência justamente no perímetro, onde Duda (duas vezes) e Hettsheimeir aproveitaram as oportunidades. Duda, por sinal, foi o responsável por colocar os brasileiros na liderança do confronto, ao final do do primeiro tempo, 42 a 41.

 

Autor de oito pontos nos minutos finais da primeira etapa, Duda voltaria a ser decisivo para o Dragão no segundo tempo (Victor Lira/Bauru Basket).

 

O Dragão voltou marcando mais forte na segunda etapa. Protegendo muito bem cada setor de quadra, desde as bolas de três pontos, quanto as infiltrações, anulou defensivamente o rival. No ataque, direcionou as ações para o garrafão, mesclando as investidas entre Hettsheimeir e Maikão. Apesar da dupla anotar alguns pontinhos, Bauru não conseguia deslanchar, mas seguia no comando do jogo.

 

Os comandados de Demétrius só conseguiram deslanchar no marcador após boa sequência protagonizada por Stefano. Convertendo arremesso do perímetro e recuperando bola que culminou em lances livres de Hettsheimeir, o argentino liderou a crescente bauruense, que abriu sete pontos. No minuto final do período, o Guaros respondeu, diminuindo a desvantagem em infiltrações de Echenique e Cabezas, 56 a 55.

 

Até então apagado na partida, Anthony veio com tudo para o último quarto. Com sua costumeira agilidade e boa visão de jogo, serviu Hettsheiemeir e Isaac, que colocaram a diferença em seis pontos. Depois de alguns minutos de nervosismo, em que os ataque não conseguiam fluir, os venezuelanos se encontraram, trazendo a diferença para apenas dois pontos, em lances de Garcia e Echenique.

 

Mostrando muito mais equilíbrio, o Dragão rapidamente voltou a desgarrar, com participação decisiva de Alex Garcia, um dos jogadores com mais história dentro da Liga das Américas. Sabendo dosar as jogadas individuais com as coletivas, em que serviu seus companheiros, o Brabo recolocou a vantagem bauruense em sete pontos, a dois minutos do final da partida.

 

Contra a parede, o Guaros esboçou uma reação, trocando ataques rápidos por faltas, que colocaram o Bauru na linha do lance livre. Apesar da mão certeira de Guillent, o Dragão foi cirúrgico no lance livre, assegurando o triunfo na tranquilidade de Duda e Anthony, 81 a 77.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados