Análise da Liga Ouro: Panorama geral das equipes

Parece que foi ontem que começou a Liga Ouro, mas em apenas quinze dias, muita água rolou. Como o calendário ficou enxuto, os clubes já começam a avaliar os resultados e o desempenho da equipe para seguir vivo na busca do objetivo de todos na competição, seguir entre os quatro para brigar pelo acesso ao Novo Basquete Brasil.


Na ponta da tabela aparece o São José, único clube invicto na competição. Com uma defesa forte, que recupera quase nove bolas por jogo e distribui mais de três tocos por partida, tem nas mãos do trio formado por Márcio Dornelles, Rafa Moreira e Douglas Nunes, suas principais figuras ofensivas. A postura defensiva e o cuidado com a bola, é o diferencial da equipe, que venceu os cinco jogos que fez na competição.


Consistente, São José tem mostrado a que veio na Liga Ouro (Arthur Marega Filho).

Logo atrás da Águia, vem o Corinthians (4-1). Derrotado apenas na noite de ontem, para o Londrina, o time do Parque São Jorge tem características parecidas com a do São José. Agressivo na defesa, recupera, em média, dez bolas por jogo. A diferença, no entanto, se refere as referências dentro do elenco, mais coletivo que o do líder. Dois pontos importantes podem e devem ser trabalhados para a sequência do campeonato. O entrosamento de Brandon, novo reforço, com os demais companheiros, e o desempenho no perímetro, abaixo da média.


Brigando para se manter dentre os quatro que se classificam aos playoffs, aparecem o Blumenau, o Unifacisa e o Londrina. Sem nomes conhecidos do baquete brasileiro, o Blumenau (3-2) se caracteriza por ser uma equipe organizada e aguerrida, virtudes expressas também na figura de Lazzaris, motorzinho da equipe. Com 12,4 pontos e 9,8 rebotes, o ala-pivô é o jogador mais eficiente da Liga Ouro até o momento.


Já o Unifacisa (3-2) aposta na experiência de alguns jogadores, misturados ao talento dos gringos Cobb e Shayok. Com grande volume de jogo, Cobb vem despontando com uma das principais surpresas do campeonato, liderando a equipe que faz boa campanha.


Unifacisa não teve um bom início de competição, perdendo para o São José e o Corinthians, mas emplacou três vitórias consecutivas e subiu na classificação (Daniel Nery).

O Londrina, por sua vez, não tem tantas opções quanto os demais clubes, mas vem apostando na força do jogo interno, com os experientes pivôs Tom, Pezão e Ricardo, para se manter no pelotão de cima, com duas vitórias em quatro jogos.


Na parte de baixo da tabela aparecem o Búfalos, o Macaé, o Brusque e o Cerrado, clubes que tem apresentado muitas dificuldades nesse início de temporada, principalmente quando enfrentam as equipes melhores posicionadas. O único clube a beliscar uma vitória diante dos times que estão acima na tabela de classificação, foi o Macaé, diante do Londrina.


Os demais times, só conseguiram vencer os confrontos entre si, evidenciando as limitações nesse início de temporada. O Cerrado, por sua vez, é a única equipe que ainda não conquistou uma vitória na competição.


Postagens Recentes
Arquivo
Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados