Guilherme Buso ministra palestra e fala sobre novidades no NBB

19/04/2018

O gerente de comunicação da Liga Nacional de Basquete, Guilherme Buso, esteve na Universidade Sagrado Coração, em Bauru, nessa quarta feira (18), para ministrar o Workshop: O streaming como ferramenta de divulgação e interação no esporte.

 

Apesar do tema central ser sobre o uso do streaming na propagação de conteúdo, principalmente com a transmissões de partidas do Novo Basquete Brasil, Guilherme comentou sobre diversos assuntos de interesse dos amantes do esporte, dentre eles a possibilidade da criação de um aplicativo oficial, uma plataforma semelhante ao "League Pass" e um fantasy.

 

 Guilherme Buso ministrou palestra para estudantes de comunicação (Caio Gasparetto) 

 

Antes de comentar sobre esses temas, o gerente de comunicações falou um pouco sobre a história da Liga Nacional e os desafios que ela enfrentou para recuperar a credibilidade do basquete nacional, arranhada nos inícios dos anos 2000.

 

Com a imagem recuperada e o produto cada vez mais valorizado, os clubes de camisa do futebol brasileiro tem migrado para o basquete em busca de exploração da marca e desenvolvimento no esporte. Nos últimos anos, Vasco e Botafogo apostaram no projeto e subiram da Liga Ouro (divisão de acesso) para o NBB, caminho que o Corinthians deseja percorrer nessa temporada.

 

A presença de clubes tradicionais no Novo Basquete Brasil é vista com bons olhos para o desenvolvimento do campeonato mas requer alguns cuidados, como por exemplo o desnivelamento técnico e financeiro, que aconteceu com o Flamengo na temporada 13/14, quando o rubro-negro investiu pesado para voltar a marcar presença entre os finalistas, mas acabou destoando, ganhando, com tranquilidade, tudo que disputou, inclusive o Mundial Interclubes.

 

Liga busca ainda um mecanismo para nivelar o desequilíbrio financeiro entre as equipes (André Durão)

 

Partindo desse pressuposto, a Liga se preocupa com a manutenção dos projetos. Ainda que os custos sejam irrisórios comparados aos feitos no futebol, representam uma fatia importante do orçamento das equipes, o que gera cobranças por resultados e comparações com o esporte implementado no Brasil por Charles Miller.

 

"Não nos preocupa muito porque ainda não tivemos grandes problemas (violência). Nossa maior preocupação é em relação à continuidade dos projetos, já que os investimentos são altos e grande parte da torcida ainda pensa muito no futebol."

 

Passando ao que mais desperta debates e discussões na mídias digitais, Guilherme comentou sobre a possibilidade da "chegada" do aplicativo oficial do NBB, de uma plataforma que transmitiria todos os jogos do campeonato para eventuais assinantes do pacote (similar ao League Pass) e da elaboração de um fantasy.

 

Ele reiterou que todos essas novidades despertam interesse da Liga Nacional há alguns anos e que a cada temporada tem se debatido e estudado maneiras de viabilizar esses projetos, que são independentes entre si.

 

Guilherme esteve presente no evento NAB Show 18, em Las Vegas, em busca de novidades para a Liga Nacional (Reprodução/Arquivo Pessoal)

 

Apesar do desejo e do crescimento da Liga Nacional, a Liga ainda não possui condições financeiras e estruturais de bancar, sozinha, a implementação dessas ferramentas, que alavancariam ainda mais o produto. Portanto, a viabilização desses recursos, depende da captação de recursos por meio da chegada de novos apoiadores.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags