Vai e Vem: Caxias do Sul

30/05/2018

A temporada de 2017/2018 foi especial para o Caxias do Sul. Depois de viver incertezas sobre seu futuro, a equipe sulista herdou a vaga do extinto Brasília e permaneceu no Novo Basquete Brasil, se livrando do rebaixamento.

 

Para não correr o risco de queda novamente, a diretoria montou um time experiente, que foi muito bem treinado pelo comandante Rodrigo Barbosa. Jogadores renegados pelas principais forças do basquete nacional conseguiram recuperar o nível técnico que o projetaram para o cenário nacional anteriormente.

 

Com uma defesa sólida e um jogo de transição eficiente, o Caxias alcançou sua melhor campanha na história da competição, avançando à pós temporada, eliminando o Botafogo nas oitavas-de-final, e lutando, de igual para igual, com o finalista Mogi das Cruzes.

 

A façanha estreitou a ligação da torcida com o clube. Foram raras as vezes que o Ginásio Vasco da Gama não estava abarrotado. Mas, com orçamento mais modesto, o Caxias deve perder seus principais jogadores para a próxima temporada. Sondados por outras equipes, Cauê Borges e Paranhos sequer viajaram com o time para um torneio amistoso na China.

 

 Candidato à MVP, Cauê Borges não deve permanecer em Caxias do Sul (Matheus Magnani)

 

Confirmados

 

Ninguém.


Podem chegar/permanecer

 

Pedro (Ala-armador), Alex (Ala), Vezaro (Ala/Joinville) e Nandão (Pivô).


Podem sair 

 

Ninguém.

 

Liberados

 

Cafferatta (Armador/Mogi), Cauê Borges (Ala-armador/Botafogo), Cauê Verzola (Ala-armador/Bauru), Paranhos (Pivô/Minas) e Marcão (Pivô/Bauru).

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados