Sonho realizado: Bauru comemora retorno de Larry Taylor

08/06/2018

A espera da comunidade bauruense, finalmente, acabou. Depois de três temporadas defendendo as cores do Mogi das Cruzes, Larry Taylor volta para o Bauru Basket, time que o projetou para o Brasil e para o mundo, e tido pelo próprio jogador como sua casa.

 

A história do armador se confunde com a história da equipe, tamanha importância que teve dentro do projeto. Desconhecido, Larry chegou ao interior paulista quando o clube vivia outra realidade financeira e ainda mandava seus jogos no acanhado Ginásio da Luso.

 

Dez anos depois de desembarcar no Brasil, Larry volta ao Bauru Basket (Reprodução) 

 

Com o clube passando por dificuldades financeiras nos primeiros anos, Larry, junto com antigos companheiros, ajudou a diretoria a buscar novos parceiros que mantivessem a equipe para as próximas temporadas.

 

Dentro de quadra, Larry também era protagonista. Dominante em sua posição e autor de jogadas mirabolantes, ganhou o apelido de Alienígena, pelo locutor Rafa Antônio, e logo caiu nos braços da torcida bauruense. 

 

Mesmo com o clube saltando de patamar, o jogador se manteve com um dos pilares da equipe. Não apenas pela representatividade, mas pelo basquete de alto nível que mantém até hoje. Não à toa, chamou a atenção do antigo treinador da seleção brasileira e, depois de passar pelo processo de naturalização, passou a defender a amarelinha.

 

Na sua longa trajetória pela cidade Sem Limites, Larry tornou-se Bicampeão Paulista (2013 e 2014), Campeão Sulamericano (2014) e Campeão da Liga das Américas (2015), além de conquistar o vice-campeonato do Novo Basquete Brasil 7.

 

Em sete anos, Larry acumulou diversos títulos pelo Bauru, como a Liga das Américas (Reprodução) 

 

Quando decidiu deixar o Dragão, recebeu inúmeras homenagens, sendo o primeiro jogador do Novo Basquete Brasil a ter uma camiseta aposentada no ginásio, ato comum em ligas maiores, como na NBA (americana) e na ACB (espanhola).

 

Feliz com o retorno para casa, Larry comentou sobre o carinho mútuo que nutre pelo torcedor bauruense, além de brincar sobre a camisa aposentada no Panela de Pressão.

 

"A torcida sempre teve um carinho enorme por mim e eu por eles. Você ter uma camisa aposentada em um time, não é qualquer coisa. Isso sempre foi algo muito bacana para mim e toda vez que eu ia ao ginásio e via meu nome e meu número na parede, me emocionava. Agora, eu vou tirar a camisa da parede e vesti-la para jogar."

 

Ídolo da torcida, Larry retorna para "desaposentar" a camisa de número quatro, eternizada no Ginásio Panela de Pressão (Caio Casagrande)

 

Dentro de quadra, Larry assumirá a armação bauruense, posição que foi ocupada por Anthony na última temporada. Além do arsenal ofensivo, Larry poderá oferecer mais proteção defensiva, algo que Anthony tinha dificuldade de imprimir.

 

A contratação do novo reforço foi bastante comemorada por Demétrius, que se mostra ansioso em trabalhar, pela primeira vez, com seu novo atleta.

 

"Estamos muito felizes com a volta dele a Bauru, ainda mais chegando em uma condição excelente. É um jogador de qualidade, com liderança, empenhado e que contagia não só os companheiros de equipe e comissão, mas também todos os nossos torcedores. Eu tenho certeza que ele continuará fazendo uma carreira de sucesso em Bauru e que a cidade o abraçará mais uma vez."

 

Com o retorno do Alienígena oficializado, Bauru já começa a ganhar forma, uma vez que já tem quatro jogadores assegurados para a próxima temporada (Larry Taylor, Alex Garcia, Gui Santos e Gabriel Jaú).

 

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags