Brasil estreia na segunda fase diante da fortíssima seleção do Canadá

13/09/2018

À frente da Seleção Brasileira há pouco menos de um ano, Aleksandar Petrovic terá seu maior desafio logo mais, às 20:30, no primeiro confronto da segunda fase das eliminatórias da Copa do Mundo da China. Depois de um início de trabalho sólido, em que obteve a classificação para a próxima fase com tranquilidade, o croata sabe que agora o nível de exigência será maior, a começar pelo Canadá, adversário teoricamente mais forte do Grupo F.

 

Além de atuar diante de sua torcida, a seleção canadense ainda contará com o que tem de melhor à disposição. Com as finanças em dia, o Federação Canadense conseguiu garantir o pagamento dos seguros e terá cinco atletas que atuam na NBA, nessa que é a última janela que permite a presença de jogadores da liga norte-americana.

 

Por conta disso, o confronto, que já seria determinante para a sequência da competição por conta das campanhas semelhantes que Brasil e Canadá fizeram na primeira fase (cinco vitórias em seis jogos), ganha um caráter ainda mais decisivo, em especial para o selecionado canarinho, desfalcado de suas principais estrelas.

 

Se não bastasse os desfalques já previstos, a seleção ainda perdeu Hettsheimeir, por lesão (Divulgação/CBB) 

 

Ainda que não tenha jogado a toalha, Petrovic mostrou-se maduro e não escondeu que espera dificuldades para a partida dessa quinta-feira.

 

"Estamos começando esta janela com um jogo bastante complicado. O Canadá é o time mais forte do grupo, que também está jogando em casa e com uma equipe completa, com os jogadores que atuam na NBA."

 

Mas se o croata terá baixas importantes, também terá o retorno de um jogador experiente e de grande qualidade, o pivô Augusto Lima. Será a primeira vez que o atleta vestirá a camiseta da seleção após a fatídica eliminação nas Olimpíadas do Rio, em 2016.

 

"Desde as Olimpíadas que não jogo pela seleção e já estava com saudade. Tive alguns problemas familiares e precisei me afastar da seleção por um tempo, mas agora estou de volta com força total. Já estava sentido falta desse convívio, me faz muito bem."

 

Augusto Lima foi um dos poucos atletas que salvaram na campanha decepcionante do Brasil nas Olimpíadas (Eric Gay/Associated Press)

 

Mesmo ausente por aproximadamente dois anos, Augusto mostrou-se inteirado e empolgado para participar do novo ciclo, que passa pela reformulação da CBB até a chegada do técnico Petrovic, que vem dando mais oportunidades aos jovens. Sem se eximir da responsabilidade que lhe vai ser atribuída pela experiência que tem, acredita que ele e os companheiros possam beliscar um triunfo diante dos canadenses.

 

"Sabemos da qualidade do time deles, que terá vários jogadores da NBA, mas o jogo é ganho dentro de quadra. Temos um grupo jovem, de muito talento e que tem que ir para cima deles desde o início e mostrar o que queremos no jogo."

 

Quem também ganhou um voto de confiança do treinador é o ala Didi. Campeão Sulamericano Sub21 com o Brasil em agosto, vem ganhando seu espaço dentro do elenco francano e, por isso, recebeu a oportunidade de compor o grupo nessa primeira janela, para os duelos contra o Canadá e as Ilhas Virgens, domingo, em Goiânia.

 

Importante ressaltar que todas as partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo da China, bem como o torneio, em 2019, serão transmitidas ao vivo pelo SporTV, graças ao acordo fechado com a FIBA no começo da semana.

 

Elenco:

 

Armadores: Marcelinho Huertas (Kirolbet Baskonia/Espanha), Yago Matheus (Paulistano) e Ricardo Fischer (Corinthians)

 

Alas: Leonardo Meindl (Paulistano), Leandro Barbosa (Sem clube), Vitor Benite (KK Cedevita/Croácia), Marcos “Didi” Louzada (Franca) e Jhonatan Luz (Flamengo)

 

Pivôs: Lucas Dias (Franca), Anderson Varejão (Flamengo), Augusto Lima (KK Cedevita/Croácia) e Rafael Mineiro (Flamengo)

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags