Com grande terceiro quarto, Mogi vence São José e se reabilita

06/11/2018

Depois de duas derrotas consecutivas, para Flamengo e Botafogo, o Mogi das Cruzes voltou a vencer no Novo Basquete Brasil. Jogando no Vale do Paraíba, a equipe de Guerrinha bateu o São José, por 96 a 84, em partida isolada dessa segunda feira.

 

Mas o duelo foi muito mais parelho do que o placar indica. Velhos conhecidos, travaram um primeiro tempo acirrado, em que os donos da casa foram superiores no primeiro quarto e os visitantes foram melhores no segundo período, indo para o intervalo com a partida, de muita marcação, completamente aberta.

 

Só que no terceiro quarto, o jogo foi de um time só. Apertando a marcação sobre os armadores do São José, Mogi neutralizou o volume da Águia e soube aproveitar as chances que teve na contra-ofensiva. Efetivo nas saídas em velocidade quanto no ataque cadenciado, extraiu o melhor de cada jogador, para abrir frente e encaminhar a vitória.

 

Depois de passar em branco no primeiro tempo, Gui se tornou um arma importante na etapa complementar, anotando treze pontos (Arthur Marega Filho/São José Basketball)

 

Com a diferença na casa dos vinte pontos, teve apenas o trabalho de administrar a vantagem construída no período anterior para fazer as pazes com a vitória, se reaproximando do G4, grupo que garante vaga antecipada às semifinais da competição.

 

Cestinha da partida com 24 pontos, Shamell creditou a vitória, de virada, a conversa que o time teve nos vestiários, já que no primeiro tempo o plano de jogo não vinha funcionando como o planejado e o adversário, ainda que de maneira discreta, comandava o placar.

 

"Saímos com uma boa vitória. Voltamos bem focados no terceiro quarto e só tomamos nove pontos. Mas não fizemos nada de diferente do que estamos fazendo. Só conseguimos abrir uma boa vantagem e controlar o jogo até o final. A gente ainda está tentando mexer no coletivo e tem uma equipe jovem. Eu sou um ‘vovô’ e tenho que repetir um monte de coisas para eles igual ao técnico, até entrar na cabeça. Mas faz parte do crescimento."

 

Depois de disputar uma maratona de jogos, foram quatro em onze dias, Mogi terá semana cheia para trabalhar. A equipe só volta às quadras na próxima terça, novamente fora de casa, diante do Minas.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags