No reencontro com Gustavinho, Paulistano vence e ultrapassa o Flamengo

Campeões com o Paulistano na última temporada, Gustavinho e companhia voltaram ao Ginásio Antônio Prado Jr pela primeira vez após deixar o time paulista e no reencontro com o antigo clube, técnico e jogadores não tiveram uma noite feliz.


Apesar de terem iniciado o duelo com mais volúpia, com destaque para a articulação de Balbi e a produção ofensiva da dupla de pivôs, formada por Olivinha e Varejão, o rubro-negro caiu na armadilha dos donos da casa e foram completamente dominados.


Pressionando a linha de passe e reforçando a marcação no garrafão, o Paulistano tirou o adversário do seu sistema de jogo, direcionando-o para as investidas individuais no perímetro, condição que impactou diretamente no aproveitamento ofensivo da equipe.


Com a defesa ajustada, o CAP pôde fazer justamente aquilo que aprendeu com Gustavinho. Saindo em velocidade, movimentou rapidamente a posse de bola e contou com desempenho avassalador de Yago, Roquemore e Leo Meindl, responsáveis por cerca de 70% dos pontos do time, para se impor dentro da partida, chegando a abrir vinte e um pontos de vantagem.


Além de anotar 21 pontos, Leo ainda capturou 10 rebotes, chegando a um duplo-duplo (Reprodução/NBB)

Em uma última tentativa de recuperação, o Mais Querido pressionou a saída de bola dos mandantes durante praticamente todo o último período. Apesar de ter recuperado duas bolas na quadra de ataque e de ter visto Deryk e Olivinha somarem dezesseis pontos, os visitantes não ameaçaram a vitória dos atuais campeões brasileiros, que administraram a vantagem e venceram por 97 a 84.


Com o triunfo dessa noite, o Paulistano ultrapassa o rubro-negro na tabela de classificação e assume a vice-liderança do Novo Basquete Brasil, com seis vitórias em oito partidas.


Postagens Recentes
Arquivo
Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados