Instituto vence Minas e avança para a final, enquanto Flamengo se despede com vitória

23/11/2018

O Instituto de Córdoba está na final da Liga Sulamericana! Depois de superar o Flamengo, na estreia da competição, e depois o Bauru, os argentinos confirmaram o favoritismo e derrotaram o Minas, por 83 a 64, encerrando o quadrangular semifinal com três vitórias e vaga assegurada para enfrentar o Franca na decisão, nos dias 09, 13 e 14 de dezembro, com mando de quadra.

 

Diante dos mineiros, o Instituto apresentou o mesmo padrão de jogo dos dois primeiros embates. Com marcação agressiva e troca incessante de passes, desorganizou a marcação brasileira, criando espaços no perímetro, onde novamente voltou a ter aproveitamento de destaque, excepcionalmente Piñero e Morales, responsáveis por onze dos quinze arremessos certeiros da equipe.

 

Assim, os portenhos envolveram o Minas e, rapidamente, transformaram o duelo em um jogo de um time só, acabando com as pretensões minastenista dentro da partida, por mais que Leozão tentasse, durante o segundo período, recolocar a equipe de volta no confronto.

 

Depois de perder para os francanos na primeira fase, Instituto voltará a reencontrar o Franca na decisão (FIBA Américas)

 

Com a vitória do Instituto na primeira partida da noite, o embate entre Flamengo e Bauru tornou-se meramente burocrático. Já eliminados, entraram em quadra pensando exclusivamente na sequência do Novo Basquete Brasil, única competição que disputarão até o final da temporada.

 

Apesar de haver muitas modificações nos dois lados e certo relaxamento defensivo, os adversários fizeram um confronto movimentado e interessante, principalmente para os técnicos observaram atletas que tem menos tempo de quadra e mostraram que podem desempenhar uma função maior no revezamento das equipes.

 

À medida que essas peças foram sendo testadas, cariocas e paulistas faziam um duelo equilibrado, que teve seus principais jogadores como protagonistas nos primeiros minutos, casos de Anderson Varejão e Marquinhos para os mandantes e de Jefferson William para os visitantes.

 

De volta à seleção brasileira após longo período, Marquinhos anotou vinte e sete pontos na vitória do Mais Querido (FIBA Américas) 

 

Com o elenco todo à disposição, o rubro-negro passou a ditar o ritmo das ações no segundo período, quando apertou a marcação, levando o Dragão a acumular erros de passes, principalmente com Fúlvio, cedendo o contragolpe para os donos da casa.

 

Sem deixar se abater, Bauru encontrou na armação de André e Samuel, formados na base do clube, a saída para voltar a produzir ofensivamente. Movimentando a posse de bola com mais velocidade, encostou novamente no marcador com o protagonismo e versatilidade de Lucas Mariano e as bolas de segurança de Marcão.

 

Mas no último quarto o Flamengo deitou e rolou. Com liberdade no perímetro, Marquinhos e Crescenzi emplacaram uma sequência avassaladora de bolas de três pontos para resolver a parada, deixando a partida, até então equilibrada, com uma diferença alta de pontos, 102 a 75.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags