Com grande jogo coletivo, Corinthians domina Minas e pula para a oitava posição

09/01/2019

O Corinthians conquistou um resultado importante na luta por um melhor posicionamento dentro da competição, visando, desde já, os playoffs do torneio. Atuando no Ginásio Antônio Prado Jr, por conta de reformas pontuais no Ginásio Wlamir Marques, o Timão dominou o Minas Tênis Clube, derrotando os visitantes por 97 a 82.

 

O segredo para a boa exibição passou por inúmeras modificações no sistema de jogo alvinegro. Dando mais espaço para jovens que vinham sendo utilizados apenas na segunda unidade, como Gui Bento e Douglas Santos, os paulistas sufocaram a movimentação ofensiva do adversário, que também deixou a desejar no aspecto coletivo.

 

Com Leandrinho prendendo muito a posse de bola, o Minas perdeu a dinâmica de outras exibições, em que Gegê dava velocidade e equilíbrio ao ataque minastenista. Diante dos arremessos forçados e de algumas precipitações ofensivas do rival, o Corinthians não teve a menor dificuldade para garantir os rebotes defensivos e sair na transição, explorando a verticalidade dos jovens e o arsenal ofensivo de seus principais pontuadores, Giovannoni e Fuller.

 

Apesar da dupla ter combinado para 51 pontos, Corinthians atuou coletivamente, distribuindo 24 assistências (Divulgação/Corinthians)

 

Tamanha consistência durante grande parte do duelo, fez com que os pupilos de Bruno Savignani abrissem vinte e cinco pontos de vantagem no decorrer do terceiro quarto. A superioridade técnica e tática, refletida no marcador, indicavam que o triunfo estava próximo. Porém, foi preciso muita cautela para que o clube do Parque São Jorge confirmasse a vitória.

 

Isso porque o time tomou decisões equivocadas na conclusão dos ataques, dando quadra para o Minas contragolpear. Ainda que não tenham trocado muitos passes, Jefferson e Bob souberam o momento certo de partir para as jogadas individuais, respeitando um ao outro. Sob batuta da dupla, os mineiros cortaram a desvantagem para apenas nove pontos, dando indícios de que o final da partida pudesse ser equilibrado.

 

Ledo engano. Quando os visitantes encostaram no marcador, a experiência de Fuller, Giovannoni e Shilton, fundamental na batalha dentro do garrafão, falou mais alto e, em nenhum momento, o resultado foi, de fato, ameaçado. Com tranquilidade, o alvinegro sacramentou o triunfo que lhe colocou na oitava colocação da competição, posição que lhe daria o direito de decidir as oitavas de final dentro de casa.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados