Mais consistente, Corinthians vence o Basquete Cearense fora de casa

30/01/2019

O Corinthians conquistou uma vitória importante na luta por uma das vagas aos playoffs do Novo Basquete Brasil. Mesmo atuando fora de casa, superou o Basquete Cearense, por 90 a 77, derrotando um concorrente direto pelas últimas posições do mata-mata da competição.

 

O triunfo foi construído com muita autoridade. Agressivo na defesa, assumiu o controle da partida ainda nos primeiros minutos, dando um banho de água fria na torcida local, que compareceu em bom número no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza.

 

Ainda que o time tenha enfrentado problemas em determinados momentos que precisou descansar alguns titulares, foi mais consistente do que o Carcará, ficando à frente do marcador praticamente durante toda a partida.

 

Um fator que ajuda a explicar a superioridade alvinegra no confronto é a característica dos próprios jogadores da equipe. Com um quinteto titular de respeito, e jovens que vem mostrando seu valor, conseguiu anular a movimentação ofensiva do Basquete Cearense no perímetro, ponto de desequilíbrio entre as equipes.

 

Por mais que o aproveitamento do Timão não seja dos melhores na competição, hoje a equipe foi letal nas bolas de três pontos. Impulsionado pelo desempenho de Humberto que acertou os quatro arremessos que tentou no setor, os paulistas emplacaram dez bolas em dezoito tentativas (55%), castigando o Basquete Cearense.

 

Com a vitória dessa terça-feira (29), o Corinthians chegou a sétima vitória na competição, igualando a campanha de Minas e Botafogo, que permanecem a frente do clube do Parque São Jorge por levar vantagem nos critérios de desempate. O próximo compromisso da equipe já é nessa quinta-feira, diante do Brasília, no Distrito Federal.

 

A derrota não muda a posição do Carcará na tabela de classificação, segue em décimo primeiro lugar, mas ascende o sinal de alerta, já que os times de baixo estão se aproximando. Na terça-feira, a equipe terá outro confronto direto, dessa vez contra o Brasília, fora de casa.

 

O JOGO

 

O primeiro quarto foi um desastre para o Basquete Cearense. Atuando dentro de casa, teve dificuldades para movimentar a posse de bola, se tornando presa fácil para a defesa do Corinthians. Seguro na defesa, o alvinegro foi abrindo vantagem em contragolpes rápidos, puxados por Fuller. Muito mais na base da disposição do que na organização, os mandantes foram melhorando, diminuindo a vantagem com o capitão Felipe. Mas a cada bola de segurança do pivô, o rival emplacava uma bola de fora, com Humberto e Giovannoni. Além disso, o Carcará ainda chamou para quadra Alex William, mas o como o jovem não estava relacionado para a partida, o time foi punido com falta técnica e os paulistas fecharam a parcial em 22 a 16.

 

O Basquete Cearense só conseguiu equilibrar a partida no segundo período. Com uma marcação agressiva em cima dos bancários do Corinthians, os donos da casa conseguiram conter o volume ofensivo do rival, chegando a recuperar duas posses de bola, com Brite. A boa proteção defensiva deu espaço para o Carcará contra-atacar em velocidade, com o armador e Rashaun sendo agressivos em direção à cesta, em uma sequência de infiltrações que colocou o time na liderança do duelo. A corrida dos donos da casa obrigou Bruno Savignani a recolocar os titulares em quadra. Com Parodi preciso nas enfiadas de bola e Gui Bento aparecendo nas costas da defesa, o Timão retomou a ponta e o controle das ações, indo para os vestiários vencendo por 46 a 37.

 

Armador uruguaio anotou 24 pontos e ainda distribuiu cinco assistências (Reprodução/NBB) 

 

A vida dos mandantes ficou ainda mais complicada na etapa complementar. Disperso, teve problemas nos dois lados da quadra. Cuidando mal da posse de bola e dando muito espaço para o adversário, pouco produziu ofensivamente, enquanto, na defesa, cedeu diversos rebotes ofensivos ao alvinegro. Com Parodi incisivo nas infiltrações e Humberto quente no perímetro, o Corinthians abriu quinte pontos de frente ainda nos primeiros minutos. No decorrer da parcial, o Basquete Cearense melhorou a movimentação ofensiva, pontuando com Brite e Felipe, mas o time seguiu desajustado na defesa, desequilíbrio que impediu uma reação mais contundente ao final do período, 69 a 58.

 

No começo do último período, os mandantes melhoraram o posicionamento defensivo, protegendo bem o garrafão, por onde os visitantes construíram a vantagem no marcador. Apesar da melhora defensiva, o time não teve força para buscar o resultado. Com baixo aproveitamento nas bolas de três pontos e sem velocidade na saída para o ataque, o Carcará ficou refém do trabalho de pernas de Felipe, insuficiente para ameaçar o triunfo merecido do Timão. Esbanjando tranquilidade, administrou a diferença, fechando o duelo em 89 a 77.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados