Liga Ouro 2019 começa nessa quarta-feira

13/02/2019

Além dos duelos importantíssimos que movimentam o Novo Basquete Brasil, essa quarta-feira (13) ficará marcada pelo início da sexta e, provavelmente, última edição da Liga Ouro. Por conta das divergências entre Liga Nacional de Basquete e Confederação Brasileira de Basquete, a partir da próxima temporada, os clubes que terão direito de disputar a elite do basquete nacional deverão ser conhecidos através de um novo campeonato de acesso, organizado pela CBB.

 

Em 2019, a Liga Ouro contará com oito participantes, um a menos em relação à última edição, quando a competição teve recorde de participantes. As equipes confirmadas para essa temporada são: Basquete Blumenau, Campo Mourão, Cerrado Basquete, Londrina Basketball, Pato Basquete, Rio Claro, São Paulo Futebol Clube e Unifacisa.

 

Clubes participantes da Liga Ouro 2019 (Divulgação/LNB) 

 

O modo de disputa será o mesmo do último ano. Os clubes se enfrentam em turno e returno, com as seis primeiras equipes garantindo vaga aos playoffs. Por terem melhor campanha, primeiro e segundo colocados avançarão direto às semifinais, enquanto do terceiro ao sexto disputam as quartas-de-final. 

 

Na primeira fase do mata-mata, os vencedores serão conhecidos através de série melhor de três partidas, com os times de melhor campanha fazendo os jogos 2 e 3 dentro de casa. A partir das semifinais, os confrontos serão em séries melhor de cinco jogos, com as equipes que possuem vantagem no mando de quadra realizando os jogos 1,2 e 5 (se necessário) ao lado do seu torcedor.

 

A princípio, apenas o campeão da Liga Ouro terá o direito de disputar a próxima edição do Novo Basquete Brasil. Mas, como a realidade financeira das equipes brasileiras está longe de ser segura, com inúmeros clubes fechando as portas recentemente, não está descartada a possibilidade de outros times conseguirem o acesso para compensar essas perdas.

 

Por conta disso, nas primeira cinco edições da competição, oito equipes ganharam o direito de disputar a elite nacional. Além dos clubes de camisa (Vasco, Botafogo e Corinthians), Rio Claro, Caxias, Campo Mourão, Joinville e São José conseguiram o acesso.

 

De olho nessa vaga no NBB, as equipes não pouparam esforços para se reforçar. Além de beliscarem jogadores que não vinham tendo muitas oportunidades nos principais clubes do país, também apostaram na vinda de gringos, especialmente norte-americano, alguns deles bem conhecidos do torcedor brasileiro.

 

Ainda que seja apenas o início da temporada e as equipes ainda trabalhem para fechar o elenco, dentre os oito clubes podemos destacar o Rio Claro. Depois de três anos inativo, por conta de problemas financeiros, trouxe nomes importantes como Tatu, Cameron Tatum, Pedrão e Maynard, que em sua passagem pelo Minas Tênis Clube foi extremamente dominante na área pintada, chegando a disputar o Jogo das Estrelas.

 

Apresentação do time paulista foi com casa cheia (Divulgação/Marfim Photos Sports)

 

Além da equipe rio-clarense, Unifacisa e Campo Mourão foram agressivos e trouxeram jogadores interessantes. Com menos opções dentro do elenco, o São Paulo aposta na chegada de mais atletas e também na força de sua torcida para igualar as condições em relação ao favoritos.

 

Nessa quarta-feira, às 19:30, Londrina x Blumenau e Campo Mourão x Pato Basquete movimentam a rodada de abertura da competição.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados