Minas Tênis Clube domina a tábua e vence o confronto direto contra o Bauru Basket

15/02/2019

O Minas Tênis Clube fez valer o mando de quadra e venceu o confronto direto contra o Bauru Basket. Atuando ao lado do seu torcedor, o time de Belo Horizonte impôs um forte ritmo defensivo e superou a equipe paulista por 93 a 89, resultado importantíssimo para suas pretensões no campeonato.

 

Apesar de entrarem em quadras com campanhas muito parecidas, os adversários estão em estágios completamente diferentes e isso ficou nítido durante a partida. Mesmo com menos partidas oficiais na temporada, por conta da ausência de um estadual mais qualificado e extenso, a equipe minastenista conseguiu construir sua identidade.

 

Além dos 24 pontos, Leandrinho ainda distribuiu oito assistências, muitas delas para os pivôs de sua equipe (Reprodução/LNB) 

 

Com várias opções dentro do elenco, consegue manter a intensidade e a organização dentro de quadra, explorando as inúmeras fragilidades do Dragão, que nessa altura da temporada, ainda não conseguiu se encontrar.

 

Dentre as deficiências bauruense, uma, em especial, ficou mais evidenciada nessa quinta-feira. Sem Lucas Mariano, que está fora da equipe para melhorar a forma tática e técnica, o garrafão dos paulistas ficou ainda mais exposto. 

 

Fazendo a leitura correta, Gegê e Leandrinho usaram e abusaram do pick-and-roll, colocando Leozão e Paranhos em ótimas condições. Além das cestas fáceis, a dupla ainda capturou inúmeros rebotes ofensivos, machucando a defesa adversária, que não conseguia igualar a briga pelas sobras. Os donos da casa contabilizaram 47 rebotes, contra apenas 27 dos visitantes.

 

Dessa maneira, Minas teve mais volume de jogo e ficou à frente do marcador durante praticamente todo o confronto, especialmente no primeiro tempo, quando colocou a diferença na casa dos dígitos duplos.

 

Ainda que Bauru tenha reagido e dominado a etapa complementar, imprimindo mais intensidade nas trocas defensivas e contando com maior distribuição na conclusão das jogadas, não teve força para reverter a diferença, seja pela ansiedade da equipe, como também pelo erro decisivo da arbitragem, que aplicou uma falta antidesportiva inexistente nos segundos finais.

 

Cestinha do confronto com 34 pontos, Jefferson teve mais ajuda dos seus companheiros na reta final, como Larry e Gustavo (Orlando Bento/Minas Tênis Clube)

 

Consolidado na sexta colocação, o Minas volta às quadras no próximo sábado. Atuando mais uma vez dentro de casa, terá pela frente o vice-líder Franca, em duelo que terá transmissão da Band. Já o Dragão, que amarga a décima colocação, terá duas semanas para trabalhar antes do próximo compromisso, que será contra o líder Pinheiros, no interior paulista.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo