No estouro do cronômetro, Bauru vence Paulistano e chega a segunda vitória consecutiva

22/03/2019

O Bauru Basket segue dando mostras de que pode escrever uma história diferente no Novo Basquete Brasil. Em duelo disputado nessa quinta-feira, 21, na capital paulista, o Dragão superou o Paulistano, por 76 a 74, chegando a segunda vitória consecutiva na competição.

 

Apesar da sequência não ser das mais longas, chama a atenção pelo fato de vir acompanhada de um sistema defensivo forte, que vem impulsionando o desempenho da equipe nessa reta final da fase de classificação, às vésperas dos playoffs, quando, de fato, o campeonato será decidido.

 

Como já tinha acontecido no triunfo sobre o São José dos Campos, na semana passada, o clube do interior paulista imprimiu um forte ritmo defensivo. Além das dobras feitas pelos armadores em jogadas de pick-and-roll do adversário, os laterais estavam atentos para interceptar os passes no miolo do garrafão, último recurso dos mandantes para fugir da dobra bauruense.

 

A postura defensiva permitiu que os visitantes recuperassem oito bolas e levassem o rival a cometer treze erros ofensivos, tudo isso ainda no primeiro tempo, quando a equipe da Cidade Sem Limites ditou o ritmo da partida.

 

Alex Garcia sentiu um incômodo na coxa esquerda e deixou a quadra ainda no primeiro período. Ala passará por exames na manhã dessa sexta (Victor Lyra/Bauru Basketball)

 

No entanto, a vantagem construída na etapa inicial poderia ser maior. A defesa implacável rendeu inúmeros contragolpes, com Bauru tendo superioridade numérica. Mas, em determinados momentos, a equipe optou pelas bolas de três, mesmo com o baixo aproveitamento no perímetro.

 

A leitura equivocada nas tomadas de decisões ofensivas permitiu que os atuais campeões nacionais reagissem no segundo tempo. Com um quinteto mais leve e atlético, os donos da casa romperam a defesa bauruense, pontuando com facilidade, através das infiltrações de seus alas e dos rebotes ofensivos capturados e transformados em cestas por Guilherme Hubner.

 

A recuperação do CAP deixou o confronto completamente aberto nos minutos finais, quando as trocas de liderança se tornaram recorrentes. Por fim, prevaleceu o bom posicionamento defensivo do Dragão, que conseguiu retomar mais duas posses de bola e converter as oportunidades que teve na contra-ofensiva, com Larry Taylor sendo decisivo.

 

Com velocidade e dribles rápidos, levou ampla vantagem sobre marcadores, conseguindo pontuar em infiltrações e também servir seus companheiros, com destaque para as bolas de três de Jefferson e os ganchos curtos de Lucas Mariano, responsável pela bola do jogo após lance construído pelo alienígena.

 

Lucão terminou a partida com 19 pontos e 11 rebotes, chegando a um duplo-duplo (Lucas Guanaes/Locomotiva Esportiva)

 

Através de assessoria de imprensa do clube, o pivô ressaltou o bom momento da equipe, creditando os resultados positivos à entrega e união do elenco.

 

"Essa vitória de hoje está sendo muito emocionante pra gente porque só nós sabemos o quanto trabalhamos no dia-a-dia e tudo o que passamos até aqui para estarmos com o time completo. Nossa equipe está com uma energia diferente e vamos dar trabalho para os adversários."

 

Com a vitória, o Bauru recuperou a sétima colocação, ultrapassando o Minas Tênis Clube e o Corinthians, que possuem a mesma campanha, de dez triunfos em vinte e quatro jogos, mas que levam desvantagem nos critérios de desempate.

 

Para escalar mais uma casinha e encerrar a fase de classificação na sexta colocação, a equipe bauruense precisará vencer as duas partidas restantes, ao lado do seu torcedor, contra Joinville e Mogi das Cruzes e torcer por um tropeço do Botafogo, que enfrenta o próprio Paulistano e o Corinthians.

 

Se o principal objetivo do Dragão, nessa altura da temporada, é extremamente palpável, o mesmo não se pode dizer do CAP, ao menos no Novo Basquete Brasil. Com as duas derrotas dessa semana, só garantirá a vaga direta às quartas de final da competição vencendo os dois últimos jogos, contra o Botafogo e o São José, e torcendo por duas derrotas mogiana, que encara Franca e o Bauru, em maratona pelo interior paulista.

 

Porém, vale ressaltar que o clube da capital paulista está no Final Four da Liga das Américas. Com seis vitórias e a invencibilidade mantida, o time possui a melhor campanha dentre os finalistas e desponta como um dos principais favoritos à conquista do torneio internacional, embora tenha adversários qualificados na disputa.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo