Flamengo derrota o Botafogo e se aproxima da decisão do NBB

10/05/2019

O Flamengo está muito próximo de carimbar sua vaga para a decisão do Novo Basquete Brasil. Em duelo disputado no Tijuca Tênis Clube, o rubro-negro voltou a superar o Botafogo, agora por 81 a 69, abrindo 2 a 0 na série semifinal.

 

A chave para o triunfo dessa quinta-feira foi a maneira com que os adversários construíram suas tramas ofensivas, especialmente a partir do segundo tempo, quando o equilíbrio deu lugar a uma pequena superioridade do Mais Querido.

 

A mudança no panorama da partida se deu pela melhor leitura de jogo dos donos da casa. Com Balbi mais participativo, o Flamengo teve agressividade em direção à cesta, procurando sempre as bolas de segurança, oriundas das infiltrações e assistências do argentino.

 

Além disso, os comandados de Gustavinho também dominavam a disputa pelos rebotes (38 a 25), tendo inúmeras oportunidades de atuar na transição e/ou atacar em bolas de segunda chance, combinação que rendeu um maior volume de jogo aos rubro-negros.

 

A superioridade no volume de jogo foi determinante para o triunfo do Mengão. Mesmo com seus principais pontuadores fazendo uma partida discreta, o time da casa teve forças para construir o resultado, em noite que dois bancários brilharam.

 

Vindo do banco, Deryk Ramos e Rafael Mineiro foram os principais expoentes rubro-negros nesse segundo jogo da semifinal, com o ala sendo cirúrgico nos arremessos longos e o pivô contribuindo efetivamente na área pintada, chegando a alcançar um duplo-duplo (13 pontos e 10 rebotes).

 

Autor de cinco arremessos de três, Deryk anotou 19 pontos e foi o cestinha da partida (Marcelo Cortes/Flamengo)

 

Pelo lado botafoguense, faltou uma leitura mais apurada do que o confronto pedia. Embora tenha conseguido diminuir o ímpeto rubro-negro ao cadenciar o ritmo de jogo, o alvinegro teve muitas falhas nos dois lados da quadra.

 

Além de ter concedido muitos rebotes ofensivos ao adversário por conta do mau posicionamento defensivo, o clube de General Severiano não soube aproveitar o bom rendimento que teve próximo à cesta (63%), direcionando muitas jogadas para o perímetro, onde o desempenho não foi dos melhores (32%).

 

Essas tomadas de decisões equivocadas acabam custando caro aos visitantes, já que encararam um adversário experiente e qualificado, que sabe, como ninguém, explorar as oscilações de seus adversários.

 

Com a vantagem de 2 a 0, o Flamengo pode liquidar a parada já nesse sábado, no terceiro confronto da série, que será disputado novamente no Tijuca Tênis Clube, às 14:00, em duelo que terá transmissão da Band e da Fox Sports.

 

Para não ser eliminado nesse final de semana, o Botafogo terá de derrotar o arquirrival fora de casa, resultado que garante, ao menos, a realização do quarto jogo, que seria disputado no Ginásio Oscar Zelaya, em data a ser definida pela Liga Nacional de Basquete.

 

O JOGO

 

Flamengo e Botafogo fizeram uma partida disputada do início ao fim. Atuando ao lado do seu torcedor, o rubro-negro se sobressaiu nos primeiros minutos, quando soube trabalhar a bola, explorando o volume interno de Mineiro, que entrou após Varejão sentir uma pancada. A resposta alvinegra foi imediata. Explorando os bloqueios feitos pelos homens do garrafão, Coelho anotou sete pontos consecutivos, equilibrando o duelo.

 

Depois de cinco minutos de superioridade dos sistemas ofensivos, as defesas melhoraram o posicionamento, especialmente a dos donos da casa. Depois de dois bons trabalhos defensivos, com direito a um toco e estouro do cronômetro do adversário, o Mengão movimentou a bola com velocidade, emplacando duas bolas de fora, com Deryk e Jhonatan, desgarrando no marcador, 23 a 16.

 

O Fogão não se intimidou com a sequência rubro-negra. Mais atento a troca de passes no miolo defensivo, os visitantes sustentaram o ataque adversário por mais de dois minutos, conseguindo empatar a partida em arremessos de Cauê, Jamaal e Arthur. Depois do tempo técnico pedido por Gustavinho, o Mais Querido voltou a pontuar, mas o momento era todo do arquirrival, que voltou a igualar o placar após tiros certeiros de Diego e Cauê.

 

Naquele momento, os dois clubes já haviam estourado o limite de faltas coletivas. Diante da intensidade do confronto, os minutos finais do primeiro tempo ficaram marcados pelo grande número de lances livres. Com melhor aproveitamento no fundamento e com o arremesso de Arthur no estouro do cronômetro, os visitantes foram para o intervalo vencendo por 40 a 37.

 

Leitura de jogo de Balbi foi preponderante para o triunfo rubro-negro (Marcelo Cortes/Flamengo)

 

O confronto ficou ainda mais quente no começo do segundo tempo. Isso porque, os principais jogadores da primeira etapa - Deryk e Arthur - ganharam a companhia de outros companheiros. Mesmo produzindo menos do que de costume, Olivinha e Marquinhos conseguiram contribuir com rebotes ofensivos e pontos de segunda chance, fazendo com que os mandantes retomassem a dianteira do marcador.

 

A disputa intensa por espaços e pela posse de bola, gerou inúmeros contatos, fazendo com que os adversários estourassem novamente o limite de faltas coletivas. Com maior efetividade na articulação das jogadas e melhor aproveitamento na linha do lance livre, o Flamengo voltou a desgarrar, indo para o último quarto vencendo por 61 a 54.

 

A vantagem rubro-negra ficou ainda mais confortável no começo do último período. Visivelmente mais à vontade dentro de quadra, o Mais Querido rodou a bola com inteligência, aproveitando os poucos espaços que teve para colocar a diferença na casa dos dígitos duplos após arremesso de Jhonatan e bandeja reversa de Nesbitt.

 

O tempo técnico pedido por Léo Figueiró serviu para tranquilizar o time botafoguense. Com a cabeça no lugar, o time de General Severiano se desdobrou nos dois lados da quadra, imprimindo muita velocidade na transição. No entanto, não teve o aproveitamento necessário para se aproximar do marcador, enquanto os donos da casa contaram com a visão de jogo apurada de Balbi para consolidar o resultado positivo, 81 a 69.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags