São Paulo vence o Mogi e se aproxima do rival na tabela de classificação

21/08/2019

Eficiência e produtividade são duas das palavras que os treinadores e comentaristas mais utilizam na hora de avaliar o desempenho das equipes e o resultado da partida. Embora não tenham significado oposto, às vezes elas assumem essa condição, como aconteceu nessa terça-feira, no confronto entre São Paulo e Mogi das Cruzes.

 

Mesmo sem um padrão de jogo estabelecido e ficando atrás no marcador durante grande parte do confronto, o Soberano conseguiu vencer a partida. Atuando ao lado do seu torcedor, o tricolor demonstrou grande espírito de luta, não dando o confronto por perdido em nenhum momento.

 

Logo no início do duelo, os visitantes diagnosticaram a falta de criatividade no ataque do rival e apostaram na marcação por zona, dificultando a troca de passes e se protegendo das infiltrações do oponente, que passou a atuar ainda mais longe da cesta.

 

Alexey se aproximou do tripolo duplo ao anotar 20 pontos, distribuir 08 assistências e capturar 07 rebotes (Antonio Penedo)

 

Sem paciência para trabalhar a posse de bola, o São Paulo precipitou diversos arremessos do perímetro ao longo do primeiro tempo. Mesmo quando capturava rebotes ofensivos e tinha condição de trabalhar próximo à cesta, abria o jogo e buscava outro tiro de fora. Tamanha insistência resultou em apenas quatro arremessos convertidos em dezoito tentativas.

 

A falta de leitura de jogo do São Paulo na construção das jogadas facilitou o trabalho do adversário, que aproveitou as saídas em velocidade, pegando a defesa são-paulina desprotegida. Em superioridade numérica, rodou a bola com inteligência, procurando sempre um companheiro melhor posicionado.

 

Contando com boa distribuição de volume de jogo entre os titulares da equipe, o Mogi das Cruzes não apenas assumiu a liderança do marcador, como também chegou a abrir dez pontos de vantagem, no meio do terceiro período.

 

Mas como não possui muitas opções no banco de reservas, o clube do Alto Tietê foi perdendo fôlego e diminuindo a intensidade, sobretudo na defesa. Atento à essas situação, Mortari rodou bastante o elenco, colocando jogadores frescos em quadra. Com mais vigor físico, o Tricolor Paulista foi descontando a diferença, em grande sequência de Shamell e Georginho.

 

Geroginho também se aproximou da marca, computando 18 pontos, 07 assistências e 09 sobras (Miguel Schincariol) 

 

De tanto martelar, o São Paulo chegou a virada nos minutos finais da partida, quando a disputa praticamente se resumiu à linha do lance livre. Com mais concentração e frieza, os donos da casa aproveitaram as suas oportunidades e consumaram a vitória, a primeira diante de um concorrente direto a uma vaga antecipada às quartas de final do Paulista.

 

Para manter a possibilidade de ficar com uma dessas vagas, o São Paulo sabe que terá de vencer o próximo compromisso, diante de mais um concorrente direto, na próxima sexta, contra a equipe do Pinheiros. O adversário está na terceira colocação, com o mesmo número de vitórias que o tricolor paulista (4), mas com uma partida a menos. 

 

Já o Mogi das Cruzes volta às quadras no dia seguinte, quando recebe o América de São José do Rio Preto.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados