Rio Claro vence o Cearense e conquista primeira vitória no NBB

15/10/2019

O Rio Claro conquistou a sua primeira vitória no Novo Basquete Brasil. Nessa segunda-feira, a equipe paulista derrotou o Basquete Cearense, por 90 a 87, se reabilitando da derrota sofrida para a Unifacisa, na estreia da competição.

 

O placar apertado evidencia o equilíbrio da partida. Com elencos completamente reformulados para essa temporada, os adversários ainda tentam encontrar uma maneira de atuar, extraindo o melhor de cada peça do plantel.

 

Por conta disso, os times oscilaram bastante de rendimento durante o confronto, alternando bons e maus momentos que acarretaram em diversas trocas de liderança no marcador.

 

No final das contas, venceu quem teve um pouco mais de regularidade ao longo da partida. Com mais qualidade técnica, o Leão apresentou maior distribuição no volume de jogo, tanto em termos de atleta, quanto em relação aos setores da quadra.

 

Além da boa organização de Sahdi, que vem assumindo a liderança que lhe foi atribuída, o time paulista contou com as infiltrações cirúrgicas de Baxley e os arremessos precisos de Lucious para desgarrar no marcador na etapa complementar.

 

Sahdi terminou a partida com 20 pontos, 07 assistências e 03 rebotes (Reprodução/LNB) 

 

Com dificuldades na construção de jogo e baixo aproveitamento no perímetro, o Carcará tentava se manter na cola do oponente graças aos pontos de segunda chance que foram propiciados por conta dos rebotes ofensivos capturados por Felipe Ribeiro e Vinícius.

 

Nos minutos finais do duelo, Rashaun calibrou a mão e converteu quatro bolas praticamente consecutivas de três pontos, desafogando o ataque dos mandantes, que cortou a diferença para apenas três pontos, colocando fogo na partida.

 

Mas àquela altura era tarde demais. Por mais que tenha passado sufoco nos instantes finais, o Rio Claro administrou a vantagem construída no período anterior e conquistou sua primeira vitória na competição. Agora, o time terá uma semana para aperfeiçoar o plano de jogo antes de receber a equipe do Minas Tênis Clube, na próxima terça-feira.

 

Já o Basquete Cearense não terá o mesmo tempo livre para corrigir as falhas e se preparar para o próximo duelo, que será na sexta-feira, diante do Pato Basquete, novamente no Arena CFO, em Fortaleza.

 

O JOGO

 

O Basquete Cearense iniciou melhor a partida. Atuando ao lado do seu torcedor, o Carcará teve mais tranquilidade e apresentou maior distribuição no volume de jogo, pontuando através das bolas de segurança, convertidas pelo ala Rashaun, e também nos arremessos de três pontos, anotados por Cauê e Brite.

 

Até então refém da individualidade de Baxley, o time de Rio Claro melhorou após a entrada de Pedro e Pastor. Com inteligência e agressividade, a dupla aproveitou os passes cirúrgicos de Sahdi para desafogar o ataque do time paulista. Depois de muitas trocas de liderança, a equipe nordestina puxou dois contragolpes, fechando o primeiro quarto em vantagem, 25 a 24.

 

No começo do segundo período os técnicos promoveram diversas trocas nas duas equipes. Apesar dos suplentes imprimirem grande velocidade na troca de passes, não conseguiram manter a mesma qualidade dos titulares, o que implicou na baixa pontuação durante os três minutos iniciais da parcial.

 

Após o tempo técnico solicitado por Fernando Penna, os visitantes modificaram a maneira de atuar. Apostando em uma defesa por zona, conseguiram anular a movimentação do rival e sair no contragolpe. Com superioridade numérica, o Leão contou com a mão calibrada de Lucious para assumir a dianteira do placar, 42 a 41.

 

O duelo seguiu equilibrado na etapa complementar. Por mais que o Rio Claro tivesse mais consciência para trabalhar a posse de bola, explorando a qualidade técnica de Sahdi, o Basquete Cearense conseguia se manter na cola do adversário graças aos rebotes ofensivos capturados por Felipe e Vinícius.

 

Aos poucos, o Carcará foi se adaptando ao sistema defensivo do clube paulista. Com mais velocidade na troca de passes e utilizando Felipe na cabeça do garrafão, os donos da casa abriram espaço para que Rashaun pudesse arriscar arremessos do perímetro, recolocando a equipe na liderança do marcador, 62 a 60.

 

Mas não demorou muito para o Leão passar à frente no placar. Com uma formação recheada de estrangeiros, o time paulista aumentou seu arsenal ofensivo. Distribuindo o volume de jogo entre os arremessos de fora de Lucious e infiltração de Baxley, os visitantes aplicaram uma corrida de 17 a 3, abrindo doze pontos de vantagem.

 

Nos minutos finais, o Basquete Cearense intensificou a marcação, pressionando a saída de bola do rival, que não soube se desvencilhar dos seus marcadores. Com a bola em mãos, o Carcará acelerou o ritmo de jogo e diminui a desvantagem para apenas três pontos após arremessos precisos de Rashaun. Apesar do desempenho do gringo, o Rio Claro confirmou a vitória na linha do lance livre, 90 a 87.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags