De virada, Paulistano supera o Minas Tênis Clube

05/11/2019

O Paulistano conquistou mais uma vitória sobre um concorrente direto na briga por uma vaga no G4 do Novo Basquete Brasil. Nessa segunda-feira (04), o clube comandado por Régis Marrelli derrotou a equipe do Minas Tênis Clube, por 80 a 76, chegando ao terceiro triunfo na competição.

 

Mas para sair de quadra com mais um resultado positivo, o time paulista teve de lutar até o último minuto. Isso porque a equipe não iniciou bem a partida. Com uma defesa desatenta e pouco agressiva, os donos da casa permitiram que o adversário capturassem inúmeros rebotes ofensivos.

 

Através das sobras ofensivas asseguradas por Tyrone e Devon Scott, o time minastenista conseguiu desafogar o seu ataque, pontuando em bolas de segurança do próprio pivô norte-americano e também em arremessos precisos de Leandrinho e de Gui Deodato, que veio muito bem do banco de reservas.

 

Leandrinho teve mais uma grande atuação, contribuindo com 21 pontos e 05 assistências (Reprodução/LNB) 

 

Além dos rebotes facilitarem a construção de jogo do oponente, fazia com que o Tigre não pudesse explorar o que tem de melhor, contragolpe. Sem o contragolpe à disposição, os mandantes ficaram reféns do trabalho de cinco contra cinco, o que sobrecarregou os armadores da equipe e facilitou o trabalho defensivo do rival.

 

Embora Yago tenha chamado a responsabilidade e quebrado a linha de marcação dos visitantes, tirando os adversários para dançar, o primeiro tempo do duelo foi dominado completamente pelo time do Minas Tênis Clube.

 

Na volta do intervalo, o CAP voltou com a mesma equipe que havia iniciado o confronto, mas com uma postura completamente diferente. Com Vitão e Dikembe posicionados mais próximos da área pintada, o clube do Jardim Europa conseguiu equilibrar a disputa pelos rebotes, diminuindo o volume ofensivo do rival e tendo possibilidade de sair em transição.

 

Yago contabilizou 25 pontos e 03 assistências, sendo o cara da partida (Reprodução/LNB) 

 

Com velocidade na puxada do contragolpe e inteligência para fugir das dobras defensivas, Yago movimentou a bola com rapidez, criando espaços para que os demais atletas tivessem liberdade para decidir. Até então discreto na partida, Solano cresceu de rendimento nos minutos finais do duelo, sendo responsável pelas cestas que decretaram a virada do Paulistano.

 

Por mais que Alex e Leandrinho tenham retornado à quadra e tentado recolocar o clube minastenista nos trilhos, a equipe não conseguiu conter o volume de jogo dos mandantes e acabou superado pelo rival.

 

Com o resultado negativo, o time de Belo Horizonte conheceu a sua terceira derrota no torneio e caiu para a décima colocação na tabela de classificação, sendo ultrapassado, inclusive pelo Paulistano, que chegou ao terceiro triunfo no torneio e pulou da nona para a sexta colocação.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags