Franca vence o Mogi das Cruzes e mantém a invencibilidade

12/11/2019

O Franca deu sequência ao excelente momento vivenciado no início do Novo Basquete Brasil. Nessa segunda-feira, o time comandado por Helinho Garcia levou a melhor sobre o Mogi das Cruzes, vencendo o clássico paulista pelo placar de 86 a 80. Com o resultado positivo, os donos da casa mantiveram a invencibilidade na competição.

 

Mas para estender a série invicta, Franca teve de se desdobrar dentro de quadra. Nos primeiros minutos de partida, o time francano dominou as ações, colocando rapidamente a diferença na casa dos dígitos duplos, após grande sequência de Lucas Dias e Rafael Hettsheimeir dentro da área pintada.

 

Apesar do início delicado, a equipe mogiana não se abateu e mostrou porque está brigando pela liderança da competição. Com uma defesa colaborativa, os visitantes acertaram o posicionamento defensivo, evitando que a bola chegasse nos homens mais altos do adversário, contendo, com isso, o volume ofensivo dos mandantes.

 

Assim, o clube do Alto Tietê ganhou confiança para trabalhar a posse de bola no ataque. Com dificuldade para construir jogadas próximas à cesta, a Jaguatirica encontrou refúgio nas bolas de três pontos convertidas por Fuzaro, André Góes e Fabrício para reequilibrar o duelo ainda na primeira etapa.

 

Dali em diante, o embate se tornou uma espécie de jogo de xadrez, em que cada ação era calculada minuciosamente para evitar que o rival aproveitasse os erros de tomada de decisão. E para isso, nada melhor do que poder contar com dois armadores experientes e que possuem bom controle de bola e visão de jogo apurada.

 

 Com seis arremessos do perímetro, Elinho roubou a cena no clássico paulista (Marcos Limonti)

 

Enquanto Elinho se destacou pelo protagonismo no ataque, aumentando o seu índice de aproveitamento nas bolas de três pontos, Fúlvio ficou responsabilizado por envolver os seus companheiros, rompendo a defesa francana com passes que justificam o apelido de Magic, dado pela torcida candanga quando ainda atuava pelo Brasília.

 

Diante do brilho individual dos dois atletas e do crescimento de produção de peças importantes das duas equipes, como Jimmy e André Góes, os ataques acabaram prevalecendo sobre as defesas, o que ocasionou em uma troca incessante de cestas e - consequentemente - alternância na liderança do marcador.

 

Em meio tantas trocas de liderança, a partida chegou nos minutos finais completamente indefinida. Foi quando os donos da casa tiveram mais tranquilidade para trabalhar a posse de bola e acionar Lucas Dias na área pintada. Levando vantagem sobre os seus marcadores, o ala-pivô não ficou restrito apenas a pontuar.

 

Além de anotar pontos importantes em bolas de segurança e rebotes ofensivo, o jovem também foi responsável por excluir jogadores fundamentais do adversário, fazendo com que os visitantes perdessem força ofensiva, ficando previsíveis nos instantes finais do clássico.

 

Com a vitória conquistada sobre o rival, Franca chegou agora ao sétimo triunfo consecutivo, se isolando ainda mais na liderança do Novo Basquete Brasil. No próximo sábado, o time francano terá mais um clássico pela frente, novamente dentro de casa, mas dessa vez diante do Paulistano.

 

Na sexta-feira, o Mogi das Cruzes encerra a maratona de três jogos disputados fora de casa, diante do Flamengo, no Rio de Janeiro.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo