Mogi das Cruzes vence o Pato e assume a vice-liderança do NBB

19/11/2019

O Mogi das Cruzes iniciou a semana em grande estilo. Nessa segunda-feira, o time paulista recebeu o Pato Basquete e fez valer o mando de quadra, vencendo a equipe paranaense, pelo placar de 73 a 64.

 

O segredo para o triunfo mogiano passou novamente pela disciplina tática. Mesmo descansando alguns atletas no início do confronto, o time não perdeu a compactação defensiva, apresentando uma defesa por zona sólida.

 

A opção pelo sistema por zona foi pensada de acordo com as características do oponente. Consciente da importância do trabalho dos pivôs adversários para criar espaços para a infiltração dos armadores, Guerrinha reforçou a marcação na área pintada.

 

Pressionados, os homens de garrafão cometeram diversos erros de passe ao longo da primeira etapa, comprometendo não apenas a produção ofensiva dos visitantes, como também o balanço defensivo, já que o Mogi das Cruzes imprimiu muita velocidade nas saídas para o contragolpe.

 

Liderado por Danilo Fuzaro, os donos da casa movimentaram a bola com velocidade, procurando sempre um companheiro melhor posicionado, aspecto que potencializou o aproveitamento da Jaguatirica nas bolas de dois e de três pontos.

 

Com vinte e cinco pontos convertidos, ala-armador terminou foi o cestinha do duelo (Antônio Penedo)

 

Tamanha superioridade técnica e aplicação defensiva, fez com que os mandantes colocassem a diferença próxima dos vinte pontos ainda no primeiro tempo de partida. Embora ainda tivesse todo o segundo tempo pela frente, esperava-se que os paulistas não tivessem dificuldades para confirmar a vitória.

 

Mas não foi isso que aconteceu. Isso porque, os visitantes voltaram para a etapa complementar com outra postura. Com uma linha defensiva mais alta, o Pato Basquete conseguiu anular os principais jogadores dos mandantes e reequilibrar a partida, após grande sequência protagonizada por Gegê e Gustavo Basílio.

 

Durante alguns minutos, o Mogi das Cruzes soube controlar o ímpeto do rival, mantendo uma pequena margem no marcador através das bolas de segurança de André Góes e trabalho efetivo de Gruber próximo a cesta.

 

No entanto, após a saída do ala-pivô, que deixou a quadra por conta de uma pancada sofrida na coxa direita, o time mogiano desandou. Com pouca tranquilidade para trabalhar a posse de bola, precipitou diversos arremessos, dando oportunidade para os paranaenses saíram na transição.

 

De ponto em ponto, o time visitante encostou novamente no marcador, para desespero do técnico Guerrinha. Do banco de reservas, o comandante aguardou ansiosamente pelo final da partida, já que os seus atletas não obedeciam às suas instruções.

 

Apesar da oscilação apresentada no segundo tempo, o resultado positivo permitiu que a Jaguatirica ultrapassasse o Flamengo, recuperando a vice-liderança do Novo Basquete Brasil, posição que havia perdido com as derrotas sofridas para o Bauru e o Franca, na última semana.

 

Por sua vez, o Pato Basquete segue em busca da primeira vitória na competição. Com oito derrotas consecutivas, o caçula do torneio amarga a lanterna do campeonato.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags