Minas Tênis Clube e Franca avançam às semifinais da Copa Super 8

O Minas Tênis Clube e o Franca Basquete são as duas primeiras equipes classificadas para a semifinal da Copa Super 8 de basquete. Nesse sábado, os dois times levaram a melhor sobre os seus adversários, conquistando a classificação para a próxima fase do torneio eliminatório.


No primeiro duelo do dia, o clube de Belo Horizonte ignorou todas as adversidades possíveis e dominou por completo o confronto contra o São Paulo Futebol Clube, desbancando o tricolor paulista em pleno Ginasio do Morumbi, pelo placar de 82 a 68.


O segredo para o triunfo minastenista passou pela postura agressiva da defesa da equipe no primeiro quarto, quando os visitantes anularam a troca de passes do rival, evitando que a bola chegasse nas mãos de Georginho, principal articulador do Soberano.


Dessa maneira, os pupilos do técnico Léo Costa conseguiram estancar a produção ofensiva do oponente, limitando-o a apenas seis pontos na parcial e castigando-o na transição, onde Gui Deodato e Tyrone tiraram proveito da ótima condição física que possuem para desequilibrar as ações.


Com 18 pontos convertidos, Gui foi o cestinha do clube de Belo Horizonte (Igor Amorim/São Paulo FC.net)


Dali em diante, o Minas teve o trabalho apenas de administrar o resultado, controlando a reação dos mandantes através de ataques cadenciados, que muitas das vezes foram concluídos por Devon Scott e Jackson Jr, imprescindível vindo do banco de reservas.


Na partida de fundo, o Franca não encontrou a mesma facilidade para confirmar o favoritismo e despachar a Unifacisa (91 a 86). Mesmo atuando dentro do Ginásio do Pedrocão, os paulistas tiveram muitas dificuldades contra um time muito bem organizado pelo comandante adversário.


Demonstrando muito conhecimento sobre o atual campeão Paulista, Filet congestionou o garrafão, tirando os espaços de Lucas Dias e Rafael Hettsheimeir, dois dos principais cestinhas da equipe francana.


Assim, os paraibanos conseguiram manter o confronto equilibrado, em mais uma atuação magistral do armador uruguaio Pelo Vidal. Com boa leitura de jogo, o gringo soube o momento exato entre municiar os seus companheiros e concluir as jogadas, sendo o principal expoente ofensivo da Unifacisa.


Apesar do desempenho consistente de Pepo Vidal, no último quarto o seu conterrâneo roubou as atenções, guiando os donos da casa à classificação. Com qualidade técnica de sobra, Parodi dividiu a responsabilidade ofensiva com David Jackson, desestruturando a defesa paraibana.


DJ usou e abusou do controle de bola para pontuar em infiltrações e na linha do lance livre (Marcos Limonti)


Na próxima terça-feira, o time francano recebe justamente a equipe do Minas Tênis Clube em confronto válido pela semifinal da competição e que terá transmissão do canal ESPN.

Postagens Recentes
Arquivo
Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados