Bauru passa por cima do Rio Claro e vence a segunda consecutiva no NBB

30/01/2020

O torcedor bauruense está começando a se animar novamente com a equipe. Nessa quarta-feira, o time da Cidade Sem Limites fez valer o mando de quadra e impôs o seu ritmo de jogo, derrotando o Rio Claro, com certa facilidade, pelo placar de 104 a 76, em confronto válido pela terceira rodada do segundo turno do Novo Basquete Brasil.

 

Assim como havia acontecido diante do São José, na primeira apresentação do clube no ano de 2020, o Dragão mostrou que pode alçar voos mais altos na competição, já que a equipe tem apresentado uma evolução interessante nos dois lados da quadra, atuando de maneira mais organizada e vibrante.

 

Essas características se repetiram novamente no duelo contra o Leão. Desde os primeiros minutos da partida, os donos da casa intensificaram a marcação em cima dos principais jogadores do adversário, minando a participação deles na construção de jogo do time rio-clarense.

 

A marcação bem posicionada em cima de Figueroa, Sahdi e Enzo Ruiz estancou o volume de jogo do rival e permitiu que o time bauruense tivesse tranquilidade para trabalhar a posse de bola no ataque, onde a dupla de armadores, formada por Lucas Faggiano e Larry Taylor soube ditar o ritmo de jogo, explorando o melhor fundamento de cada um dos seus companheiros.

 

Retorno do Alienígena tem facilitado o trabalho de Faggiano. Juntos, a dupla distribuiu 11 assistências, número maior do que de todo o oponente (Victor Lira/Bauru Basket) 

 

O controle de bola e a leitura de jogo apurada dos gringos, fez com que os demais jogadores do Bauru Basket ficassem em excelente situações para concluir os ataques, potencializando a pontuação individual dos jogadores e, como consequência, de toda a equipe, que novamente ultrapassou a barreira dos 100 pontos.

 

Dentre os principais expoentes ofensivos do time comandado por Demétrius Ferracciú no confronto direto contra a equipe do Rio Claro, o destaque ficou por conta também do crescimento de produção de peças importantes do garrafão bauruense, uma vez que Draper, Gabriel Jaú e Renato Carbonari combinaram para 45 pontos.

 

Devido a postura agressiva na defesa e o ataque colaborativo, o Dragão teve o controle total das ações, não sendo ameaçado em nenhum momento da partida, e conquistando, pela primeira vez na competição, a segunda vitória consecutiva, marca que o time perseguia desde o início do torneio, já que teve desempenho irregular no primeiro turno.

 

Embora seja uma marca muito pequena para ter como parâmetro para dimensionar o tamanho da evolução da equipe, o progresso, ao menos, já começa a render frutos na tabela de classificação, dado que o time bauruense ultrapassou o Botafogo e assumiu a décima primeira colocação, com sete vitórias em dezessete jogos disputados.

 

O Rio Claro, por sua vez, tem vivenciado o momento oposto. Com dificuldade para atuar fora de casa, a equipe do interior paulista acumulou a segunda derrota consecutiva, desperdiçando a chance de acumular gordura na disputa por uma das vagas nos playoffs da competição.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags