Flamengo vence o Instituto e fica a uma vitória da final da Champions League

10/03/2020

O Flamengo está muito próximo de se garantir na decisão da Champions League das Américas. Nessa segunda-feira, o time brasileiro não se intimidou pelo fato de atuar no Ginásio Angel Sandrin e derrotou o Instituto de Córdoba, pelo placar de 63 a 54, abrindo 1 a 0 na série semifinal.

 

O grande trunfo rubro-negro foi, sem dúvida nenhuma, o belo trabalho defensivo aplicado na área pintada, por onde, rotineiramente os argentinos costumam atuar, uma vez que possuem bons jogadores nas posições de ala-pivô e pivô, com destaque para a dupla de garrafão, formada por Romano e Clancy.

 

Para evitar que a posse de bola chegasse na dupla, Gustavinho baixou a linha defensiva e apostou nas trocas defensivas, de modo que quando havia o miss-match, os laterais realizavam ajuda, dobrando rapidamente a marcação em cima dos grandalhões, obrigando eles a devolverem a bola para o armador Whelan.

 

Como ninguém mais se apresentava, Whelan não teve opções na hora de articular as jogadas e o ataque portenho ficou extremamente previsível, o que explica o número de arremessos forçados, realizados de maneira forçada para que a equipe não cometesse o estouro dos 24 segundos de posse de bola.

 

Atento a essas situações, o Mengão garantiu a captura dos rebotes defensivos para poder trabalhar a posse de bola na quadra de ataque. Embora o clube não tenha apresentado a mesma criatividade de exibições anteriores, encontrou uma maneira de atacar, assumindo o controle total das ações.

 

Em noite de pouca inspiração, atuação defensiva garantiu o triunfo em terra portenha (Reprodução/FIBA)

 

Com muita personalidade e experiência de sobra Marquinhos e Olivinha chamaram a responsabilidade para si, desafogando o ataque flamenguista através de jogadas individuais, como por exemplo, as bolas de três do ala da Seleção Brasileira e os pontos de segurança do Deus da Raça.

 

No segundo tempo, a dupla teve auxílio de Deryk Ramos e Léo Demétrio, que vieram muito bem do banco de reservas, dando mais versatilidade ao time comandado pelo técnico Gustavinho, aspecto que facilitou a construção ofensiva e possibilitou que os cariocas abrissem dezessete pontos de vantagem.

 

Com a diferença construída nos três primeiros períodos, o Flamengo não teve dificuldade alguma para administrar o resultado e confirmar a vitória, abrindo 1 a 0 na série. Agora, o clube rubro-negro precisa apenas de mais um triunfo para garantir sua vaga na decisão da Champions League das Américas.

 

A classificação pode vir já nessa quinta-feira, quando a equipe brasileira recebe o Instituto de Córdoba no Ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo