Vai e Vem: Basquete Cearense

24/06/2020

O Basquete Cearense passa por um momento delicado. Depois de despontar no cenário nacional como um dos poucos clubes de fora do eixo Rio/São Paulo a apresentar uma estrutura profissional, a equipe do Carcará não conseguiu assegurar a permanência dos principais patrocinadores e de grande parte do quadro de sócios torcedores, perdendo parte considerável de sua fonte de renda.

 

Com a diminuição na capitação de recursos, a direção não teve como segurar os principais jogadores do elenco e tampouco teve verba para fazer uma reposição à altura, condição que fez com que o time se enfraquecesse ao longo dos últimos anos.

 

De figura presente nos playoffs do Novo Basquete Brasil, a equipe de Fortaleza passou a brigar diretamente contra o rebaixamento nas duas últimas edições do torneio, se salvando do descenso sempre nas últimas rodadas da competição, quando conseguiu emplacar vitórias decisivas diante do seu torcedor.

 

Para tentar modificar o panorama atual do time, o presidente Thális Braga iniciou um projeto extenso de reformulação no clube, denominado Carcará Campeão, que será encabeçado por Alberto Bial. Além de comandar a equipe dentro de quadra, Bial também auxiliará na busca por novos patrocinadores e na reformulação do plano de sócios torcedor, que visa reconquistar o torcedor cearense.

 

Identificado com o clube, comandante retorna com objetivo de recuperar o prestígio do Basquete Cearense (Reprodução/Twitter)

 

Confirmados: Alberto Bial (Técnico)

 

Podem chegar/permanecer: Cauê Verzola (Armador), Brite (Armador), João Gabriel (Armador), Rashaun (Ala), Alex (Ala), Sualisson (Ala-pivô) e Felipe Ribeiro (Ala-pivô).

 

Podem sair: Armani (Armador), Lassance (Ala-armador), Brandon Davis (Ala), Mathias (Pivô) e Marcão (Pivô).

 

Não permanecem: 

 

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo